Guarda municipal suspeito de matar cliente de bar no Pilarzinho é preso

O guarda municipal suspeito de matar o cliente de um bar, no bairro Pilarzinho, em Curitiba, na madrugada da última quinta-feira (16), foi preso na manhã desta terça-feira (21).

A vítima, Adriano Honorato Moraes, de 41 anos, morreu na hora. O dono do estabelecimento também foi baleado e sobreviveu. Ele precisou passar por uma cirurgia para retirada do projétil.

Guarda municipal suspeito de matar cliente de bar no Pilarzinho e ferir dono do local é preso
O suspeito foi preso preventivamente na DHPP, em Curitiba.
Foto: Eliandro Santana/Banda B.

Ademir Cordeiro de Assis já havia se apresentado espontaneamente e prestado depoimento na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na última sexta-feira (17). Na ocasião, ele permaneceu em silêncio.

De acordo com a delegada Tathiana Guzella, no depoimento ele apenas confirmou que foi quem efetuou os disparos contra as vítimas dentro do bar. A arma foi apresentada na manhã de sábado (18).

“A arma é da Corporação. Já foi encaminhada para perícia, bem como as munições. Condiz com o calibre dos estojos encontrados no local do crime. E agora essa perícia vai ser feita com confronto tanto do projétil retirado do corpo da vítima Adriano, que faleceu, bem como eventual projétil retirado pelo Hospital das Clínicas da vítima sobrevivente e confronto dos estojos encontrados no local do crime”,

explica a delegada.

Neste dia, a advogada do suspeito, Thaise Mattar Assad, informou para a Banda B que Ademir irá aguardar que os elementos de prova venham ao inquérito.

“A primeira iniciativa dele foi de apresentação espontânea. Nesse momento, vamos esperar que todas as imagens venham aos autos de inquérito, para aí sim fazer uma manifestação”,

comentou a defensora na última sexta-feira.

Após a apresentação do investigado e por solicitação da Polícia Civil, a prisão preventiva dele foi decretada pela Justiça, com parecer favorável do Ministério Público, da mesma forma o mandado de busca e apreensão domiciliar e do aparelho celular.

“Hoje [terça, 21] foi acionada a corregedoria da Guarda Municipal e solicitada a apresentação do guarda aqui na Divisão. A conclusão do inquérito policial será acelerada, para evitar qualquer dano a qualquer das partes.”

A vítima sobrevivente e outras testemunhas serão ouvidas na tarde desta terça-feira na DHPP. As diligências continuam e buscas serão feitas na residência do GM.

Guarda Municipal

Ao ser consultada pela Banda B, a assessoria de imprensa da prefeitura de Curitiba informou que estava ciente sobre o ocorrido. “A corregedoria da corporação já começou a apuração dos fatos para esclarecimentos e medidas cabíveis”, disse.



Fonte: Banda B