Gatos são encontrados mortos com suspeita de envenenamento em condomínio na Zona Oeste do Rio

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Dois gatinhos foram envenenados, nesta semana, no Condomínio Front Park, em Campo Grande. Moradores denunciaram as mortes à Comissão de Defesa dos Animais da Câmara dos Vereadores e contaram que um grupo de vizinhos vinha reclamando muito dos felinos, que habitavam os fundos do condomínio. No início da semana, um gatinho apareceu morto e, nesta quarta-feira, outro foi deixado numa lixeira, também já morto.

Segunda chance: Abrigo acolhe animais de grande porte que sofreram maus-tratos

Maus-tratos: Homem abandona cachorro amarrado em poste

Funcionários que fazem a limpeza do condomínio encontraram um pote cheio de uma mistura que desconfiam ser ração e chumbinho. O material foi encaminhado para análise no Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman, na Mangueira. Os corpos dos gatos foram levados para a Fazenda Modelo, abrigo municipal em Guaratiba onde eles serão periciados.

Funcionários desconfiam que substância preta encontrada junto à ração dos felinos seja chumbinho Foto: Divulgação

O vereador Luiz Ramos Filho, presidente da comissão, acionou a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), que está investigando o caso.

Ônibus adapatados: Castramóvel faz cirurgias gratuitas em cães e gatos da Ceasa

— Vamos acompanhar as investigações e cobrar punição. Maltratar animais é crime. Ninguém tem o direito de matar um animal porque está se sentindo incomodado com a sua presença. Temos recebido muitas denúncias de maus-tratos e envenenamento. A sociedade precisa se conscientizar de que isso é crime, com previsão de cadeia — disse Ramos Filho.

Gato é encontrado morto dentro de sacola de lixo
Gato é encontrado morto dentro de sacola de lixo Foto: Divulgação

O vereador disse que a comissão também está apurando o envenenamento de gatos no Aterro do Flamengo: a Polícia Civil abriu uma investigação para averiguar denúncias de agressão e mortes de felinos que, segundo a ONG Fla Gatos, começaram a aparecer machucados e até mortos com sintomas de envenenamento no fim do ano passado.

Acidente: Jacaré é atropelado na Avenida Brasil

— Há muitos anos, as protetoras se queixam de que há moradores do bairro que não querem os gatos ali. Mas é uma colônia e eles não podem ser retirados. É lei. As pessoas precisam entender que animal sente, não é um objeto. Sente dor, sente tristeza — ressalta o presidente da comissão.



Fonte: Fonte: Jornal Extra