A mulher que aparece em um vídeo viral batendo em um homem que a assediou, dentro de uma loja de conveniência, denunciou o caso à Polícia Civil do Rio Grande do Sul na noite dessa terça-feira (17). A vítima, que trabalha como frentista no local, também solicitou uma medida protetiva de urgência contra o homem.

Foto: Reprodução

Em entrevista ao BHAZ, a delegada Cristiane Ramos, titular da Delegacia da Mulher (Deam) de Porto Alegre, explicou que o episódio ocorreu no último domingo (15). A trabalhadora de 22 anos compartilhou o vídeo entre amigas da região para fazer um alerta, mas acabou muito assustada com a repercussão das imagens nas redes.

Segundo o relato da vítima, ela trabalha no posto de combustível há cerca de 3 anos, e o homem que aparece no vídeo é cliente do local. “Ela contou que ele tem o hábito de comprar balas, guloseimas, e distribui-las aos funcionários, sempre começando por ela”, explica a delegada.

Para ler a matéria completa do BHAZ, clique aqui