Fiscalização fecha sete estabelecimentos e dispersa mais de 800 pessoas em Curitiba

0
10


Equipes da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (AIFU), sob a coordenação da Polícia Militar, fecharam no fim de semana, em Curitiba, sete pontos comerciais que descumpriam as medidas de prevenção à Covid-19 determinadas por decreto do Governo do Estado. Foram aplicadas 33 autuações administrativas entre sexta-feira e domingo (23 a 25). Entre outras medidas, o decreto estabelece o toque de recolher após 23 horas.

Ação Integrada de Fiscalização Urbana (AIFU) na noite desta quinta (18) fiscalizando bares e restaurantes que estão descumprindo o decreto 774/20 da Prefeitura de Curitiba, que restringiu várias atividades comerciais por causa da bandeira Laranja de alerta para contaminação de Covid-19 Curitiba – 18/06/2020 – Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Os policiais militares e agentes municipais também flagraram aglomerações e dispersaram mais de 800 pessoas. Somente em uma ocorrência, no bairro Hauer, no sábado, foram dispersadas 238 pessoas em um bar.

De acordo com o balanço repassado pela Coordenação da AIFU, as equipes policiais percorreram mais de 30 bairros da Capital para verificar o cumprimento das medidas tanto pela população em geral quanto dos estabelecimentos comerciais. Segundo o capitão Carlos Ronaldo Goulart, as fiscalizações exercem um papel importante na prevenção de comportamentos que podem aumentar o contágio pelo vírus.

“Ao longo da pandemia temos feito as operações constantemente, observando as determinações dos decretos estadual e municipal para que a população compreenda seu papel e nos ajude a minimizar a proliferação do coronavírus. Percebemos que muitas pessoas entendem o papel da fiscalização e colaboram com o trabalho, mas ainda há casos de desrespeito e inconveniência neste momento que vivemos”, destacou.

Ao longo das ações, os policiais militares fizeram intervenções nos locais com irregularidades e encaminharam a delegacias quatro pessoas, duas delas pela prática de jogos de azar e uma por infringir medida sanitária. Também houve uma prisão em flagrante por embriaguez ao volante.

Na área do trânsito, os policiais e agentes aplicaram 78 autos de infração e seis veículos acabaram recolhidos por pendências administrativas.

Apreensões

Na tarde deste domingo (25), as equipes abordaram um estabelecimento comercial no bairro Jardim das Américas onde havia cerca de 100 pessoas. A Secretaria Municipal de Urbanismo (SMU) interditou o local e aplicou uma multa de R$ 50 mil por desrespeitar as normas vigentes do município. O proprietário foi encaminhado para a assinatura do Termo Circunstanciado.

No início da noite de domingo, durante uma abordagem no bairro Boqueirão, as equipes apreenderam duas máquinas caça-níquel em pleno funcionamento. O proprietário do estabelecimento comercial foi encaminhado, juntamente com os equipamentos, ao Cartório do 20º Batalhão para a assinatura do Termo Circunstanciado.

“Em outra situação, no bairro Hauer, as nossas equipes abordaram um estabelecimento e constataram a presença de 238 pessoas. O local foi fechado. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente aplicou uma multa no valor de R$ 5 mil e a Secretaria Municipal de Urbanismo aplicou outra, de R$ 20 mil, ao responsável”, explicou a tenente Caroline Félix, que coordenou as equipes na operação de sábado.

Também no sábado, as equipes receberam denúncias pelo 156 sobre um estabelecimento comercial no bairro Santa Cândida, onde havia cerca de 30 pessoas fazendo o uso de narguilé e a maioria sem máscara de proteção. Foi aplicada multa de R$ 50 mil.

Na madrugada deste domingo, as equipes abordaram um estabelecimento comercial no bairro Rebouças, com 25 pessoas. Havia uma máquina caça-níquel funcionando. O proprietário, de 37 anos, foi encaminhado, juntamente com a máquina e R$ 120,00 em dinheiro, ao cartório do 12º Batalhão.





Fonte: Banda B