Fiscalização de combate à Covid-19 fecha boate, casa de eventos e motel em Curitiba

0
13


De sexta-feira (26) a domingo (29), a força-tarefa de fiscalização formada por equipes da Prefeitura e do Governo do Estado percorreu bairros em ações diurnas e noturnas para coibir excessos e garantir o cumprimento das medidas restritivas de combate à Covid-19.

Foto: SMCS

Foram realizadas 86 vistorias que resultaram em 63 autos de infração lavrados e a interdição de 13 estabelecimentos, entre casas de eventos, boate, motel, distribuidora de bebidas, bares e tabacaria.

As maiores irregularidades foram flagradas em uma boate no Mossunguê e em uma casa de eventos no Batel, na noite de sexta-feira, e em uma festa clandestina no Umbará, no sábado.

Nas três situações havia aglomeração de pessoas, falta de uso de máscara, além da promoção de atividades que estão suspensas pelo decreto municipal nº 630, que mantém as restrições às atividades não essenciais. Os três estabelecimentos foram interditados e multados.

Multas

A soma dos autos de infração lavrados no fim de semana é de R$ 509.450. Deste total, 40% foram aplicados a pessoas físicas autuadas pela participação de reunião com aglomeração e falta de uso de máscara. Foram 42 autos lavrados nestas situações que acumulam R$ 205.450 em multas.

As penalidades foram aplicadas com base na Lei 15.799/2021, que regulamenta punições a pessoas físicas e jurídicas que descumprirem medidas contra a disseminação da Covid-19 em Curitiba.

Desde o início da vigência da Lei 15.799/2021, em 5 de janeiro, foram vistoriados 1.778 estabelecimentos, dos quais 434 tiveram as atividades paralisadas e 785 autos de infração foram lavrados, somando R$ 8.660.300 em multas.

Durante as Aifus anticovid do fim de semana, agentes de trânsito ainda fizeram 16 autos de infração e seis remoções (carros guinchados). Entre as irregularidades encontradas estavam estacionamento inadequado (no passeio), veículos com defeito no sistema de iluminação obrigatório, falta de licenciamento e, ainda, casos de motoristas dirigindo com o documento de habilitação vencido.

Guarda Municipal

Promover e participar de aglomerações neste momento da pandemia, além de desrespeitar os horários autorizados para funcionamento, foram as principais infrações detectadas por guardas municipais nas fiscalizações realizadas de forma isolada (fora das Aifus), em atendimento a solicitações que chegam da população pelo telefone de emergência 153.

Ao todo, deste a sexta-feira (26/3), os guardas aplicaram 15 autos de infração anticovid – foi um total de 23 durante a semana toda (desde o dia 22/3), o correspondente a R$ 85,6 mil em multas. Desde o início da vigência da lei municipal nº 15.799/2021, em janeiro, a Guarda Municipal soma 254 infrações aplicadas: R$ 866,7 mil em multas.



Fonte: Banda B

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui