Ex-namorada dá depoimento sobre ação de policial em posto de Curitiba

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


A ex-namorada do policial federal Ronaldo Massuia, que disparou contra clientes de um posto no bairro Cristo Rei, em Curitiba, prestou depoimento no 6º Distrito Policial (DP), nesta terça-feira (10), como testemunha. Ela afirmou que tentou acalmar Massuia durante uma discussão envolvendo outras duas pessoas “até o momento que não tinha mais o que fazer”. Além disso, a mulher confirmou que o suspeito estava em estado de embriaguez e que parou no posto após pedido do oficial, enquanto seguiam para a casa dele depois de voltarem de uma casa noturna.

A ex-namorada do policial federal Ronaldo Massuia prestou depoimento à Polícia Civil. Foto: Divulgação/Reprodução/Montagem Banda B

A mulher deu, em detalhes, sua versão do que aconteceu antes dos disparos naquela noite de domingo (1º).

“Ele pediu para eu parar no posto, mas comentei que o estabelecimento estava muito cheio e não havia local para eu parar. Ele insistiu porque queria comer e, quando a gente parou, insisti para que ele ficasse.

Então, desci, entrei na loja, peguei dois salgados e um refrigerante, e fui para a fila da loja. O sistema da loja de conveniências caiu e demorou para que fizesse o pagamento, neste meio tempo, o Ronaldo entrou na loja”, iniciou.

Quando o policial federal chegou à loja, ele, de acordo com a ex-namorada, teria começado a conversar com um “rapaz que estava no balcão”. Ela falou sobre a briga e o soco que o ex-namorado levou, mas também a reação de Massuia diante da situação.

Eu não vi nada de errado naquilo. Não entendi como começou a briga e eu só tentei apaziguar. Dois rapazes discutiam com ele [Massuia], eu me coloquei entre eles e falei: ‘olha, me desculpe. Já estamos indo embora’. Tentei puxá-lo e foi aquela confusão.

De repente me vi no canto da loja e havia um grupo de pessoas. Em algum momento alguém deu um soco nele, mas eu não sei de onde veio este soco. Não sei.

Só vi que ele […] estava com o nariz sangrando e, neste momento, estava bem próximo da porta. Então, eu o puxei e o empurrei para fora, ele tentou retornar, várias vezes, para dentro, mas eu bloqueei a entrada e pedi para que fossemos embora. Insisti várias vezes até o momento que […] não tinha mais o que fazer.

Ex-namorada de Massuia presta depoimento à Polícia Civil.

Após este momento, a mulher contou que soltou as chaves do carro e saiu andando. Pouco tempo depois, depois de dar alguns passos para o lado, a ex-namorada conta que ouviu os disparos e viu a porta quebrada. Por conta do desespero, ela decidiu correr para se proteger e ficou escondida do lado de fora do posto.

Embriaguez de policial federal

A mulher comentou ainda que encontrou o ex-namorado após decidir buscá-lo na casa noturna por conta de um telefonema com o gerente deste estabelecimento. Ao ver o estado de Massuia, ela decidiu dirigir o carro do policial até a casa dele. Ela confirmou o estado de embriaguez.

“Eu liguei para saber como ele estava, mas estava chorando e passou para o gerente da casa. O gerente, que é conhecido meu e dele, falou que ele estava mal e perguntou se poderia levá-lo até em casa. Eu, como faria com qualquer grande amigo, fui até lá”, explicou.

Após ser questionada sobre o comportamento do policial, a ex-namorada afirmou que, com ela, Massuia nunca teve um comportamento problemático. “Ele bebia, mas não chegava nada perto de uma agressão. Quando ele bebia, ele ficava mais ‘seguro de si’”, destacou.

Defesa de policial federal fala sobre depoimento de ex

O advogado de defesa de Massuia, Nilton Ribeiro, que presenciou o depoimento da ex-namorada, comentou a fala da mulher. Segundo ele, que ressaltou a importância da reconstituição dos fatos, ela está abalada e desestruturada por conta do que houve no posto de combustíveis.

“Hoje ela contou que foi chamada no bar porque, segundo o dono, eram conhecidos e ele viu que o Ronaldo não estava bem. Foi mais ou menos isso que ela contou. Que ela não consegue se recordar direito do que houve no posto”, disse.

Esta matéria está em atualização.

Veja o depoimento da ex-namorada de Massuia, abaixo:





Fonte: Banda B