Estudante pula de carro em movimento ao se sentir ameaçada por motorista que dava carona


Uma estudante de 19 anos se jogou de um carro em movimento em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, na noite desta quinta-feira (14), depois de se sentir ameaçada pelo motorista do veículo. Ela pegou carona, por meio de serviço de aplicativo, no Alto da XV, na capital, com destino à Vila Amélia, em Pinhais.

O motorista foi localizado no bairro Tatuquara, em Curitiba, e preso,
Foto: Colaboração.

Por consequência da queda na rua, a jovem sofreu um corte na cabeça e foi levada ao hospital para atendimento médico. O motorista do automóvel foi preso pela Polícia Militar (PM) e encaminhado para a Casa da Mulher Brasileira, na capital, que é responsável por casos de violência contra a mulher.

Por volta das 22h, a jovem solicitou um carro por aplicativo pela modalidade de carona – pela qual é possível oferecer ou pegar carona e dividir os custos do trajeto. Muito abalada, ela contou para a reportagem da Banda B que ia para a casa do namorado.

Logo que entrou no carro, segundo o relato da vítima, ela já achou o comportamento dele suspeito. “Tava meio estranho, falando que o aplicativo não era rastreável. Começou a perguntar meu nome, idade”, disse. O motorista teria mencionado, ainda, o caso de uma moça que teria sido assediada usando o mesmo aplicativo que a jovem.

Mudança de rota

De acordo com a estudante, para ir até a casa do namorado era necessário apenas seguir uma linha reta e, somente mais próximo ao endereço de destino, entrar à esquerda. Mas o motorista teria desviado da rota, o que levou a jovem ao desespero e a pensar que o pior poderia acontecer, como ser vítima de estupro ou ser assassinada, como ela relatou.

“Comecei a implorar para ele seguir reto, a pedir pra ele parar o carro, pra eu descer. E ele disse: ‘Desculpa, moça, mas eu não vou parar’. Aí me joguei do carro. Alguma coisa ele ia fazer.”

Ao sentir que a coisa poderia ficar diferente, ela mandou a localização para o namorado, antes de abrir a porta e pular. “Na via pública, um morador deu apoio pra ela, chamando o 190 e a Guarda Municipal de Pinhais”, contou o cabo Orlei, do 20º Batalhão da Polícia Militar de Curitiba, que foi acionado pela GM, para atendimento.

Segundo o cabo, a jovem estava em choque. “Estava bastante abalada, muito nervosa, chorando bastante. Ela não conseguia falar”, disse. Com apoio da família do namorado, que foi até o local, a estudante foi encaminhada para atendimento médico.

Buscas e prisão

Logo as equipes iniciaram as investigações para localizar o suspeito. Com dados da placa do carro do motorista, a PM apurou que ele seria morador do bairro Tatuquara, em Curitiba. Equipes do 13º Batalhão da PM, responsável pela área, fizeram diligências na região e conseguiram encontrar o rapaz.

Ele foi levado para a Casa da Mulher Brasileira, na capital. Para apolícia, o suspeito negou que tivesse desviado da rota e tentado abusar da passageira. Segundo ele, a moça teria pulado de repente do carro em movimento e que ele não teria entendido o motivo.

A Delegacia da Mulher investiga o caso.





Fonte: Banda B