Estudante de medicina suspeito de manter a mãe em cárcere é preso no Paraná

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Um estudante de medicina, de 27 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Civil do Paraná por ser suspeito de manter a própria mãe, de 52, em cárcere privado. A ação ocorreu nesta quarta-feira (01), em uma residência no bairro Morumbi, na cidade de Foz do Iguaçu, oeste do Paraná. No local, os policiais encontraram a vítima seminua na cama, sem lençóis e suja de urina.

 

(Foto: Divulgação)

Segundo a delegada Mônica Ferracioli, da Delegacia da Mulher, a polícia descobriu o crime após uma denúncia, que no local foi confirmada. “Tudo que estava na denúncia foi confirmado no local. A mulher vivia ali e fazia meses que não saia de dentro de casa. O pessoal da saúde vinha, ele espiava pela janela e não abria a porta. A casa vivia constantemente fechada, as janelas estavam cobertas por papel alumínio e o muro é bem alto pra ninguém ver nada ali mesmo”, descreveu a delegada.

Com a polícia no local, na hora do encontro, a mulher apresentava fraqueza, desnutrição e estava com hematomas no rosto. O filho justificou aos policiais que as lesões eram consequências de quedas sofridas na casa.

Ainda, segundo a Polícia Civil, a casa cheirava um forte odor de fezes.

Diante do fato, a senhora foi encaminhada a um hospital da cidade, onde ela permanece internada. Já o filho irá responder pelo crime de cárcere privado.



Fonte: Banda B