Empresário envolvido na morte de dupla em posto é solto e vai cumprir prisão domiciliar

0
27

O juiz Daniel R. Surdi Avelar converteu, nesta sexta-feira (21), a prisão preventiva do empresário Bruno Ramos Caetano, de 24 anos, em prisão domiciliar. Para o Ministério Público do Paraná (MPPR), ele é o mandante do crime que terminou com a morte do advogado Igor Martinho Kalluf, 40 anos, e Henrique Mendes Neto, 38 anos, em um posto de combustível, limite entre Centro e Batel, em Curitiba.

A decisão atende a pedido da defesa do empresário, que foi denunciado pelo MPPR por homicídio junto com os irmãos Souza – Ilson Bueno de Souza Junior, 40 anos, Andre Bueno de Souza, 31. “Considerando o término das investigações e a melhor delimitação do suposto envolvimento do acusado no caso em questão, entendo que, no presente momento, sua custódia cautelar não mais se revela necessária, ou mesmo adequada”, afirma o juiz na decisão.

Foto: Reprodução

Enquanto cumpre a prisão domiciliar, Bruno não pode ter contato com nenhuma testemunha/informante do caso ou com os outros réus e será monitorado eletronicamente.

O advogado, Claudio Dalledone Júnior, disse ter sido acertada a decisão do juiz e defende a inocência do empresário. “Vamos agora enfrentar a instrução criminal. Vamos ouvir as testemunhas indicadas pela acusação e pela defesa, e teremos uma decisão se ele vai a júri ou não. Acreditamos na inocência do Bruno e cremos que é possível que ele se quer a júri seja submetido. Vamos provar que aquilo foi um desentendimento entre as pessoas que acompanhavam o Bruno e o próprio advogado”, defendeu Dalledone.

Crime

O crime aconteceu no feriado de Corpus Christi, dia 11 de junho, no fim da tarde. Bruno estava sendo cobrado por uma dívida de R$ 480 mil em pedras preciosas. O cobrador, um ourives, teria contratado o advogado Igor para que a cobrança fosse mais contundente, visto que Bruno estaria devendo o valor mencionado desde o ano passado. Bruno acionou um ex-vigia de um estabelecimento comercial que tinha no passado dizendo que estava sendo ameaçado e que precisaria de seus ‘serviços’, conforme consta na denúncia. Durante a cobrança, já dentro da loja de conveniência, o ex-vigia, Ilson, e seu irmão efetuaram diversos disparos de arma de fogo contra as vítimas.

Publicado primeiro em Banda B » Empresário envolvido na morte de dupla em posto é solto e vai cumprir prisão domiciliar


Fonte: Banda B

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui