Dono de loja é acusado de aplicar golpe na venda de veículos usados em Curitiba

0
15


O dono da On Track Motors, loja de carros seminovos no bairro Juvevê, em Curitiba, está sendo investigado pela Polícia Civil do Paraná (PCPR) após o registro de uma série de boletins de ocorrência relatando um golpe aplicado em proprietários de veículos. Pelo menos dez pessoas teriam sido vítimas do crime ao deixarem seus carros em consignação na concessionária.

A reportagem da Banda B conversou com duas vítimas do suposto golpe que agora estão acionando a Justiça para tentar reaver os prejuízos.

Foto: Reprodução/Instagram

Ana Cláudia Cardoso Modesto, de 29 anos, contou que anunciou seu carro para venda quando recebeu o contato do dono da respectiva loja.

“Ele disse que tinha uma pessoa interessada no meu carro e que era pra eu deixar o veículo na loja pra ele fazer a intermediação. Eu deixei. Depois ele me disse que tinha conseguido vender e que o comprador ia me pagar com uma carta de crédito de um consórcio. Porém, isso já faz duas semanas. Nesse tempo ele me pediu o documento de transferência e foi aí que pensei que havia algo errado”, afirmou ela.

Sem receber o valor da venda do carro, ela pediu o veículo de volta, mas até agora não teve resposta. “Estou aqui na loja dele, ele tirou a placa da loja até e não aparece. Tem duas funcionárias aqui, mas elas dizem que não sabem de nada. Ele sumiu com meu carro”, continuou Ana Cláudia.

Mais uma vítima

O engenheiro Vicent Pierre Brochon, de 45 anos, é outra vítima. Em entrevista à Banda B, ele contou que também deixou seu carro na On Track Motors para a intermediação da venda, mas não recebeu nada, mesmo depois de vários dias cobrando o pagamento.

“Fui na loja pra entender, mas o dono não se encontrava e conheci duas outras vítimas que estavam esperando por receber havia vários meses. Eu fiz um B.O. de estelionato na delegacia. E logo depois encontrei meu carro em uma outra loja”, contou o engenheiro.

O carro teria sido vendido para outra concessionária por um valor inferior ao combinado com Vicent. “Com aquele valor nem daria pra ele cumprir o contrato comigo, ou seja, é um golpe premeditado. A loja que receptou o meu carro não quis me devolver, mesmo com a presença da Polícia Militar, pois eles compraram de forma legal com a procuração do golpista”, descreveu.

As vítimas da loja montaram um grupo no WhatsApp para se unirem na luta por justiça. Em apenas três dias, o grupo já conta com cerca de dez pessoas, segundo Vicent.

Em publicações na internet, também é possível ler muitos outros relatos dos donos de carros reclamando da respectiva loja e seu dono. As histórias seguem sempre um mesmo padrão.

Outro lado

O advogado Marcelo Campelo, que representa o dono da On Track Motors, conversou com a Banda B e disse que o cliente admite ter entrando em problemas financeiros, mas que estaria fazendo o possível para resolver a situação.

“Ele tem a loja há mais de um ano e realmente entrou em um problema financeiro, um ciclo que está difícil de sair. Ele está devendo para as pessoas, isso ele não nega em nenhum momento, mas quer pagar. Já foram feitos vários acordos, ele vem pagando, alguns ele atrasou, mas está tentando”, explicou o advogado.

Ainda segundo Campelo, na quinta-feira (29) um casal revoltado com a situação teria quebrado a loja e xingado as vendedoras. O dono da concessionária estaria recebendo até ameaças de morte e está com medo de ir ao estabelecimento.

“As pessoas têm total direito de colocar a opinião delas, eu entendo, mas se o negócio não girar ninguém vai ganhar nada. Ele não está fugindo das pessoas, disse que vai tentar resolver o máximo que puder, mas na quinta quando quebraram a loja ele realmente se apavorou”, afirmou Campelo.

Polícia Civil

Em resposta à reportagem da Banda B, a Polícia Civil disse que está investigando todos os casos registrados em boletins de ocorrência. Porém, mais detalhes e entrevistas não serão fornecidos para não atrapalhar o andamento das investigações.





Fonte: Banda B