Decretada prisão de suspeitos de torturar homem acusado injustamente de sumiço de três meninos

0
16


Oito pessoas tiveram a prisão preventiva decretada por suspeita de envolvimento na tortura de um homem, acusado injustamente de ser o responsável pelo desaparecimento de três meninos em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. O grupo teria espancado a vítima com socos, chutes e pedaços de pau. Em seguida, ordenou que moradores o apresentassem à 54ªDP (Belford Roxo). Na ocasião, ele chegou a ter um cartaz pendurado no pescoço onde se lia que seria o culpado pelo sumiço das crianças.

Coletivo foi atacado por moradores a poucos metros de duas delegacias Foto: Cléber Jr/Agência O Globo

No dia 12 de janeiro, quando o homem era ouvido na Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), que fica ao lado da 54ª DP e é a encarregada da investigação sobre o triplo desaparecimento, dezenas de pessoas queimaram um ônibus a poucos metros de distância das duas delegacias. Segundo a polícia, a ordem para o ataque ao coletivo partiu de traficantes. Entre os que estão sendo procurados e que tiveram a prisão decretada por crime de tortura está José Carlos dos Prazeres Silva, o Piranha. Ele é apontado em investigações como chefe do tráfico de drogas do Complexo do Castelar, comunidade onde moravam os três garotos que desapareceram no dia 27 de dezembro.

Desaparecido / Imagem mostra meninos desaparecidos juntos em Belford Roxo / Crianças caminham na Rua Malopia
Desaparecido / Imagem mostra meninos desaparecidos juntos em Belford Roxo / Crianças caminham na Rua Malopia Foto: Reprdução

Outro nome da lista de procurados é o de Wiler Castro da Silva, o Estala. Este último seria gerente do comércio de drogas da mesma comunidade. Umas das linhas seguidas pela polícia para apurar o desaparecimento dos meninos Lucas Matheus, de 8 anos, Alexandre da Silva, de 10, e Fernando Henrique, de 11, é a de que o tráfico tenha algum tipo de envolvimento no sumiço.

O juiz da 1ª Vara Criminal de Belford Roxo aceitou a denúncia do Ministério Público e decretou as prisões dos suspeitos de tortura, no último dia 24.

Lucas Matheus e Alexandre completaram 9anos e 11 anos, respectivamente, em março e abril último. Os dois e o amigo Fernando Henrique foram vistos pela última vez na feira de Areia Branca, que fica próximo ao Castelar. Câmeras de segurança chegaram a flagrar os meninos a caminho do local. Eles também foram vistos entrando e saindo de uma loja, onde perguntaram o preço de ração para pássaros. Qualquer informação sobre os meninos pode ser passada para o Disque-Denúncia (2253-1177). Não é necessário se identificar.



Fonte: Fonte: Jornal Extra