Criança de 1 ano morre após incêndio na Grande São Paulo; pais são presos

0
16


Um casal foi preso após o filho deles, um bebê de 1 ano, morrer em um incêndio que consumiu o quarto onde a criança estava. O caso ocorreu por volta das 21h20 desta quarta-feira (6), em Carapicuíba (Grande SP). A polícia investiga o que provocou o fogo.

A mulher, uma autônoma de 20 anos e seu companheiro, de 28, estavam fora de casa quando o incêndio começou no imóvel, de dois cômodos. A defesa do casal não havia sido localizada até a publicação desta reportagem.

Segundo relatado pela mulher à Polícia Civil, o homem a agrediu depois de uma briga e, em seguida, saiu de casa.

Por esse motivo, ela teria ido atrás do companheiro, que já estava na rua. A mulher estava acompanhada do outro filho do casal, de 2 anos. A criança de 1 ano, porém, ficou sozinha na residência.

Foto: Reprodução/Paulo Alexandre

A mulher afirmou à polícia “não ter certeza” se deixou uma vela acesa na casa antes de sair. Ela disse que uma amiga a abordou na rua dizendo, aos gritos, que a casa estava pegando fogo.

Vizinhos conseguiram controlar o incêndio antes da chegada dos bombeiros. O fogo, segundo a polícia, consumiu o quarto onde a criança estava. Ela morreu carbonizada.

O delegado Leandro Alberto Ferreira, do 1º DP de Carapicuíba, prendeu o casal em flagrante por abandono de incapaz e incêndio culposo (sem intenção). Na delegacia, o pai da vítima se negou a prestar depoimento.

A Justiça converteu nesta quinta-feira (7) a prisão em flagrante dos suspeitos em preventiva, ou seja, por tempo indeterminado, segundo o TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo).

O filho de 2 anos dos suspeitos foi acompanhado pelo Conselho Tutelar e entregue ao avô materno, que ficará responsável pela criança.

Incêndios em São Paulo

Entre janeiro e novembro de 2020, o Corpo de Bombeiros registrou 5.883 casos de incêndios em edificações no estado de São Paulo. Isso corresponde a 17,5 ocorrências diárias.

No mesmo período do ano anterior, a corporação atendeu a 6.294 ocorrências do tipo, uma média de 18,7 casos por dia.

Comparando os casos registrados entre janeiro e novembro de 2019 e 2020, houve redução de 6,5% no atendimento a incêndios em edificações feito pelos bombeiros.



Fonte: Banda B

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui