Corpo é encontrado em rio e polícia diz que pode ser de universitária desaparecida há 10 dias

0
30


Um corpo foi encontrado na manhã desta quinta-feira (10) por pescadores no Rio da Várzea, em Campo do Tenente, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). A polícia suspeita que a vítima possa ser a estudante de psicologia, Rebeca Cristiny Damasceno, de 28 anos, desaparecida há dez dias na cidade.

Rebeca, de acordo com o depoimento da família à polícia, foi vista pela última vez no dia 30 de maio, em um bar na região. Ela, segundo testemunhas, foi forçada a entrar em um carro e desapareceu. À Banda B, o capitão Edward, do 28.º Batalhão da Polícia Militar (PM), ressaltou que amigos e familiares disseram que as roupas da vítima, encontradas nesta quinta, são parecidas com as usadas por Rebeca no dia do desaparecimento.

“Inclusive, isso vai de encontro as investigações que estavam sendo feitas pela PM desde o desaparecimento dela. Investigações que apontavam uma grande possibilidade dela ter sido abandonada neste rio”, pontuou.

O Corpo de Bombeiros foi ao local para retirar o corpo do rio. A identidade dele só será confirmada após exames de perícia que serão realizados pelo Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba.

Motivo

A família da estudante, desde que ela desapareceu, sempre desconfiou de um caso de assassinato com autoria de uma pessoa próxima de Rebeca. A PM, porém, liga a possível morte da universitária com uma disputa entre quadrilhas rivais pelo tráfico de drogas na cidade.

“O desaparecimento dela não é algo aleatório. As informações coletadas até o momento dão conta que uma quadrilha rival teria a raptado e matado por conta deste motivo”, revelou.

O delegado Sérgio Luís Alves, da Delegacia de Rio Negro, acompanha o caso desde o desaparecimento da Rebeca. A Polícia Civil trabalha com duas linhas de investigação.

“A primeira porque o suspeito, autor do crime, teria sido ‘abandonado’ pela irmã da Rebeca enquanto estava preso. A outra situação é sobre a prisão de um menor com uma certa quantia de droga. Circulou nas redes sociais que isto aconteceu após a Rebeca revelar a situação à polícia. Este menor estaria com a droga do suposto autor do crime”, explicou à Banda B.

Rebeca Cristiny Damasceno. Foto: Divulgação/Redes sociais

A Polícia Civil segue investigando o caso. Mesmo sem a confirmação da identidade da vítima, amigos e familiares já postam homenagens para Rebeca com mensagens de luto nas redes sociais.





Fonte: Banda B