Condomínios têm máquinas de mercado para moradores, mas nem todos são honestos; assista

0
10


Em prédios residenciais, condomínios e empresas, os minimercados tornaram-se cada vez mais comuns e uma solução inteligente para que pessoas não se aglomerem pelas cidades durante a pandemia. Nestes serviços, o cliente escolhe o produto, pega, paga e pronto – sem a necessidade de atendimento.

Porém, um dos problemas enfrentados pelas empresas, que oferecem o serviço, é a falta de pagamento de alguns clientes. Como a compra é via aplicativo e o pagamento também, tem gente saindo com os produtos na sacola sem pagar em locais que a máquina está instalada em Curitiba (entenda abaixo como o sistema funciona).

 

Foto: Reprodução vídeo

 

“Infelizmente uma pequena parcela das pessoas que interagem com a nossa solução não efetua o pagamento. A pessoa entra no aplicativo, simula que está comprando, coloca no carrinho virtual, leva os produtos e sai do ponto de venda sem efetuar o pagamento. Já tem outras pessoas que nem isso fazem. Elas pegam o produto e saem do ponto de venda da maneira mais natural possível”, explica o gerente de pagamentos da empresa Market4u, Marcos Schafhauzer Junior, uma das maiores do segmento, que atua em condomínios de Curitiba.

O empresário,  que acredita que a honestidade é uma das chaves para a melhoria do mundo, conta que já entrou na justiça contra o morador de um condomínio que, sozinho, furtou cerca de R$ 10 mil em produtos. O caso já foi denunciado e o acusado é procurado pela polícia. (Veja abaixo alguns furtos)

“A mensagem para os moradores é que se uma pessoa faz uma compra e não paga, imagine se a mesma pessoa encontra um laptop em cima de um carro. Será que ela vai devolver para o dono?”, questiona o gerente de pagamentos.

Monitoramento

Schafhauzer Junior explica que é feito um monitoramento 24 horas praticamente em todos os pontos de venda e que todo atendimento é gravado.

“Temos detector de interação e de presença de pessoas. Sempre que alguém destrava uma geladeira, já tem um evento de alerta. Mas acontecem também casos em que a pessoa muda número do telefone no aplicativo ou não atende. Neste caso, a gente busca as medidas policiais”, explica, lembrando que por causa dessas atitudes de pessoas que não pagam também prejudica a reposição dos pontos de venda.

“Como o pagamento não é efetuado, o sistema entende que o produto ainda está à disposição. Isso acaba desfalcando os pontos de venda”, lamenta.

Assista aos vídeos enviado pelo market4 de suspeitos saindo sem pagar a conta em condomínio de Curitiba

 

Entenda como funciona a máquina:

O market4u é um mercado inteligente, sem atendentes, baseado na confiança, com equipamentos refrigerados e gôndolas com os principais produtos disponíveis em um mercado tradicional.

Os moradores conseguem comprar todos os alimentos, produtos de higiene e limpeza a qualquer hora do dia, e em qualquer dia da semana!

O sistema é baseado na confiança, sem atendentes, sem contato. O morador escolhe o produto sozinho e paga através de um aplicativo, escaneando o código de barras.

 

 



Fonte: Banda B

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui