Churrasqueira é arremessada contra viatura após PM encerrar festa com 40 pessoas

23

A Polícia Militar (PM) foi hostilizada em uma festa com a participação de 40 pessoas, na noite desta sexta-feira (12), no bairro Parolin, em Curitiba. Uma churrasqueira foi arremessada contra uma das viaturas por jovens que participavam da aglomeração. Nenhum policial ficou ferido. Quatro pessoas foram presas por promover a festa e por tentar agredir os policiais.

 

 

Vizinhos da rua Professor Rubens Elke Braga acionaram a polícia ao ouvir músicas altas, por volta das 22 horas, e notar que havia uma festa acontecendo dentro de uma das casas. Assim que os policiais chegaram ao local indicado por meio do 190, identificaram que o som estava em volume incompatível com o horário e a aglomeração de cerca de 40 pessoas.

De acordo com as informações que a Banda B teve acesso, assim que o dono da casa foi identificado, os jovens frequentadores da festa passaram a hostilizar a equipe policial, que começaram por meio de xingamento e ameaças. As agressões verbais passaram rapidamente às físicas e, segundo Boletim de Ocorrência (BO), os frequentadores jogaram pedras e outros objetos em direção aos policiais.

 

 

Houve registro de tentativa de agressão e luta corporal. Durante a confusão, uma churrasqueira foi arremessada contra uma viatura da PM. O teto do carro oficial ficou parcialmente danificado.

Policiais pediram reforço para conter os baderneiros revoltados com o fim da festa e outras três viaturas foram ao local. Nesse momento, quase duas horas após o início da abordagem, quatro pessoas foram identificadas e levadas para a Central de Flagrantes – o responsável por promover a festa e os agressores.

Evitar

Desde o decreto da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a pandemia do novo coronavírus, a orientação é que a população evite aglomerações e o contato próximo com outras pessoas. A recomendação ocorre porque a transmissão pelo vírus costuma acontecer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas. Segundo especialistas, a covid-19 tem alto poder de transmissão, diferente de gripe e outras doenças respiratórias.

Ainda, de acordo com a Secretaria de Saúde de Curitiba, é preciso ficar alerta com a alta no número de casos, principalmente com a atual ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que atingiu 69%.


Fonte: Banda B