Capitão Guimarães, um dos maiores bicheiros do Rio, foi levado para presídio em Benfica

O contraventor Ailton Guimarães Jorge, de 81 anos, mais conhecido como Capitão Guimarães, foi levado para o Presídio José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio, nesta quarta-feira (7). Ele já está à disposição da Justiça, que administra o processo em sigilo. O militar da reserva do Exército foi preso durante a Operação Sicário, que significa matador de aluguel ou quem é contratado para matar alguém, da Polícia Federal e do Ministério Público do Rio (MPRJ).

Capitão Guimarães é considerado um dos maiores contraventores do estado do Rio nos últimos tempos e é investigado por ser o mandante da morte de um pastor em São Gonçalo, em 2020. Segundo a PF e o MPRJ, Fábio Sardinha, de 41 anos, foi morto por uma organização criminosa que controla jogos do bicho em Niterói, São Gonçalo e outros municípios da Região Metropolitana do Rio. O pastor estava em um posto de combustíveis no bairro do Colubandê, em São Gonçalo, no dia 1º de julho de 2020. Na ocasião, Fábio estava com o pai e, ao descer do carro, foi abordado por dois homens em uma motocicleta, que atiraram. Fábio morreu no local. De acordo com o MPRJ, o crime tem características de execução sumária.






Fonte: Cabo Frio em Foco