Caminhoneiros são feitos reféns em roubo e PM prende suspeitos horas depois

0
7


Dois caminhoneiros e a mãe de um deles foram feitos reféns durante um assalto que durou cerca de seis horas na madrugada desta quinta-feira (3). O roubo iniciou na região de São Luiz do Purunã, em Balsa Nova, região metropolitana de Curitiba, e os três foram abandonados no bairro Tatuquara. Após perseguição, policiais conseguiram prender dois envolvidos do roubo e sequestro, no Parolin. As cargas dos dois caminhões – soja – foram levadas.

 

Carro usado na cobertura do crime. Foto: Banda B

 

Para a Banda B, a vítima contou que estava na companhia da mãe e de outro caminhoneiro quando que estacionou para ver o que tinha acontecido no caminhão desse amigo e ambos foram rendidos. “Deu um probleminha no caminhão do meu amigo, a gente estava viajando em dois, quando paramos, eles vieram com tudo e ficaram das 20 horas até as 2 da manhã rodando com a gente”, detalhou o caminhoneiro.

Dois caminhões foram roubados, com a mesma carga. Na fuga, os bandidos levaram pertences pessoais e os celulares. “Deixaram a gente longe, minha mãe não consegue andar direito, ficamos sem nada, uns caminhoneiros que ajudaram a gente a chamar a polícia e tudo mais. Um deles disse que não ia fazer mal pra gente por causa da minha mãe, disse que tinha mãe e avó e que não ia fazer mal”, completou a vítima.

Segundo ele, essa teria sido a primeira viagem da mãe do caminhoneiro.

 

Suspeitos foram levados para a delegacia. Foto: Banda B

 

Prisão

A Polícia Militar (PM) desconfiou de dois suspeitos que estavam dentro de um Renault Kwid cruzando a Linha Verde, próximo à fábrica da Mili. O tenente Nicola do 13º BPM disse que eles estavam em alta velocidade.

“Esse Kwid passou pela equipe na BR-166 em alta velocidade e não cumpriu ordem de parada. Houve perseguição e a abordagem aconteceu só depois que eles colidiram, no bairro Parolin, na rua Lamenha Lins. Tentaram fugir a pé, mas a equipe conseguiu prendê-los. Tinha um revólver calibre 38 com munições intactas dentro do carro e seis celulares. Depois, foi constatado que era um veículo clonado”, detalhou.

O carro que os suspeitos estavam tinha alerta de roubo do dia 10 de agosto.

Na Central de Flagrantes, os policiais tiveram a ciência sobre o sequestro dos caminheiros e fizeram o reconhecimento parcial com as vítimas. Ambos foram levados para a Delegacia de Roubo de Carga. Os suspeitos serão interrogados, mas a princípio não contaram onde estaria as carga e as carreta sumidas.



Fonte: Banda B

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui