Barbeiro é surpreendido e executado a tiros ao chegar para trabalhar em Curitiba

0
12


Um jovem barbeiro, de 24 anos, foi executado com pelo menos dez tiros à queima-roupa no momento em que chegava para trabalhar, na manhã desta quinta-feira (14), no bairro Novo Mundo, em Curitiba. Os suspeitos abandonaram o carro utilizado para cometer o crime e atearam fogo nele.

A vítima, segundo a Polícia Civil, trabalhava na barbearia havia cerca de um mês. Ao chegar no local, por volta das 9h30, um veículo EcoSport de cor vermelha apareceu e um dos ocupantes desembarcou para assassiná-lo.

“Havia três pessoas no carro, um deles desceu do veículo e atirou contra a cabeça da vítima”, disse o delegado Thiago Nóbrega, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Foto: DHPP/Banda B

Testemunhas relataram à polícia que o atirador tinha o rosto coberto e usava luvas. O dono do comércio conseguiu fugir e a vítima morreu no local.

Fuga

O carro utilizado para cometer o crime foi abandonado alguns metros a frente da barbearia e incendiado. Em seguida, o trio entrou em um novo veículo e fugiu.

Moradores da região, de acordo com Nóbrega, conseguiram conter as chamas e ajudaram no trabalho da polícia. “A conservação do automóvel ajudou na realização da perícia e foi constatado que ele foi roubado no dia 6 deste mês, mas estava com placas clonadas”, explicou à Banda B.

Investigação

Agora, a DHPP investiga o crime e faz o levantamento de testemunhas, além de procurar por câmeras de segurança na região que possam ajudar a esclarecer o homicídio. A rota dos criminosos deve ser analisada nos próximos dias.

Segundo o delegado, o passado da vítima também será investigado a fim de chegar à possível motivação. Ele teria histórico criminal por ser usuário de drogas.

Thiago também afirmou que, para a polícia, o assassinato foi planejado e que a EcoSport usada pelos suspeitos já circulava pela região havia alguns dias.

“Em conversa com familiares e outras testemunhas, soubemos que o carro estava rondando o estabelecimento. Possivelmente, era pra conhecer mais a rotina dele. Inclusive, eles tinham um galão de gasolina no carro e o fato de um outro veículo estar esperando eles contribui para essa hipótese”, concluiu.

A Polícia Civil pede que qualquer informação sobre o crime, que possa ajudar a esclarecê-lo, lhe seja repassada.



Fonte: Banda B

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui