Atleta que representou o Brasil em mundial, ex-marido é preso pela morte de gerente da Caixa

0
128


A Delegacia da Mulher de Curitiba prendeu em flagrante, no começo da tarde desta terça-feira (29), o ex-marido suspeito de encomendar a morte de Tatiana Lorenzetti, de 40 anos. A informação da prisão de Antônio Henrique dos Santos já consta no Processo Eletrônico do Judiciário do Paraná (Projudi). Além dele, outras duas pessoas foram presas por envolvimento no crime.

Reprodução

Antônio Henrique dos Santos é ex-atleta da Seleção Brasileira de Luta Olímpica e chegou a disputar o Mundial do Uzbequistão em 2014.

Segundo transcrição telefônica obtida pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), e compartilhada com a Delegacia da Mulher, Santos teria encomendado a morte de Tatiana. Para o MP-PR, a troca de mensagens demonstra a “clara intenção” de matar Tatiana para obter a guarda da filha e se tornar controlador de uma possível indenização que a menor é beneficiária, decorrente de seguro de vida.

Caso é investigado pela Delegacia da Mulher (Foto: Eliandro Santana – Banda B)

Inicialmente, a morte foi tratada como latrocínio (roubo seguido de morte), uma vez que Tatiana deixava o trabalho no momento do crime. Ela atualmente exercia a função de gerente na Caixa Econômica Federal.

Além de Antônio, foram presos Andre Luiz Correia Barboza e Thales Arantes da Silveira Serafim.

Interceptação telefônica

Uma interceptação telefônica, obtida no âmbito de operação que investiga o tráfico de drogas na região de Curitiba, aponta uma negociação financeira para que o crime fosse cometido. Na troca de mensagens, Antônio Henrique chega até mesmo a apontar o horário que a ex sairia de casa para o trabalho.

Confira trecho da mensagem:

Reprodução

Crime

Tatiana Lorenzetti era gerente da Caixa Econômica Federal (CEF) e foi baleada na cabeça depois de entregar a bolsa para um suspeito, que mesmo sem reação da vítima atirou. O crime aconteceu, nesta segunda-feira (28), quando a mulher saía do banco, na Rua Desembargador Ernani Guaritá Cartaxo, no bairro Capão Raso, em Curitiba.

Tatiana morreu aos 40 anos (Reprodução)

No local, familiares levantaram a hipótese de um crime passional, tendo em vista a medida protetiva que a gerente tinha contra o ex-marido.



Fonte: Banda B

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui