Após 20 dias no hospital, morre jovem de 29 anos agredido na saída de balada em São José dos Pinhais

0
48


Morreu no Hospital do trabalhador, em Curitiba, neste domingo (30), o jovem Lorenzzo de Lima Camargo, de 29 anos, agredido dentro uma balada, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba (RMC). A agressão aconteceu no estacionamento da balada no dia 10 de maio e, desde então, Lorenzzo lutava pela vida até que não resistiu. A polícia investiga o caso.

Lorenzzo Camargo morreu após 20 dias internado – reprodução

Uma câmera de segurança mostrou o momento em que o jovem encosta no boné de uma garota, na fila do caixa. Amigos dela não gostam da atitude e começa uma discussão. Seguranças do estabelecimento conseguem controlar a briga.

Na sequência, segundo as investigações, Lorenzzo segue para o estacionamento e começa a ser agredido pelos amigos da jovem. Ele leva um soco no rosto, bate a cabeça e apanha ainda mais quando os outros agressores começam a dar chutes e pontapés na vítima. Após as agressões, o rapaz foi levado em estado grave para o Hospital do Trabalhador.


Câmera flagra jovem sendo agredido em balada na RMC; crime teria sido cometido após brincadeira

Logo após a briga, o delegado Fábio Machado, da Polícia Civil, que investiga o crime, afirmou à reportagem da Banda B, que o jovem brincou com uma mulher que aparece nas imagens ao lado de amigos. “Parece que ele encostou no boné dela e seus amigos reagiram”, disse.

Nas imagens, é possível perceber um grupo de pessoas conversando próximo à saída do estabelecimento. Entre elas, está a mulher mencionada pelo delegado. Depois de alguns segundos, a vítima, que aparece usando uma camiseta escura, sai da balada e o agressor vai atrás dele. (veja o vídeo AQUI).

Lorenzzo morreu aos 29 anos – Reprodução

“Esse rapaz [vítima] entrou em discussão com os outros que estavam no caixa e, na sequência, quando saiu do bar, os rapazes foram atrás dele e o agrediram”, continuou Machado.

Ainda, a câmera mostra que algumas pessoas tentaram impedir o agressor de ir atrás da vítima. No entanto, o suspeito o aborda e desfere um soco contra ele. “Segundo testemunhas que estavam no local, o agressor deu um soco no rapaz, que caiu e bateu a cabeça muito forte”, destacou o delegado, em entrevista no dia 10 de maio.

Investigação

A Polícia Civil instaurou um inquérito policial para investigar o crime e já ouviu o suspeito de ser o principal agressor. Outros envolvidos também estão sendo chamados para depor.

Os suspeitos deverão responder por homicídio e não mais por lesão corporal grave.





Fonte: Banda B