Acusado de roubar carros jura que não será encontrado pela polícia de novo, mas é preso meses depois

0
14

Não deu! Um dos presos na operação desta sexta-feira (3) da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) de Curitiba precisou esconder a frustração. Durante as investigações, ele foi ouvido na especializada e jurou que não seria mais encontrado pelos policiais, caso um mandado de prisão fosse expedido pela Justiça. Policiais o encontraram no bairro Xaxim, sem qualquer dificuldade. Esse homem está sendo acusado de integrar uma quadrilha que rouba carros de motoristas de aplicativos. Além dele, outras duas pessoas também foram presas.

 

Três pessoas foram presas na operação de hoje. Foto: Banda B

 

As investigações começaram há alguns meses, com diversos interrogatórios na DFRV. O delegado João Marcelo afirmou que além do preso que jurou não retornar mais à delegacia, outras duas pessoas foram presas na operação.

“Os roubos aconteceram principalmente na região sul da cidade, foram reconhecidos em pelo menos três roubos. Eles fazem parte de uma organização, uma quadrilha que efetua esses roubos. Um deles, durante a investigação, disse aqui na delegacia que nós não iríamos encontrá-lo mais, que não adiantaria fazer pedido de prisão porque ele não seria encontrado. Engano dele, pois foi encontrado na manhã de hoje. Com o outro, encontramos droga, balança de precisão, dinheiro trocado, tudo escondido dentro de uma CPU, o que indica tráfico de drogas. A terceira pessoa presa na operação está sendo acusada de receptação, ela não faz parte dessa quadrilha, mas como tinha o mandado de prisão para cumprir efetuamos a prisão dela, no bairro Tatuquara”, descreveu.

Além de roubo de carro, um dos suspeitos ainda foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Segundo o delegado, esse é um desdobramento de uma operação que já colocou outros integrantes da quadrilha na cadeia. “Uma parte da quadrilha já tinha sido presa, e agora cumprimos novos mandados para complementar. É uma quadrilha que contava com a participação de mulheres. Elas eram as responsáveis por chamar a corrida para não perder motoristas. Mas quando chegavam ao local, eram esses homens da quadrilha que acabavam levando os veículos”, finalizou o delegado à Banda B.

Os três presos foram levados para a DFRV e depois transferidos para o sistema prisional. Alguns dos veículos roubados foram recuperados pela polícia e serão levados para a especializada.


Fonte: Banda B