Acusado de matar e estuprar menina 6 anos que ia para escola é condenado a 41 anos de prisão

0
13


Foi condenado a 41 anos de prisão Eduardo Leonildo da Silva, de 33 anos, acusado de matar a pequena Tábata Fabiana Crespilho da Rosa, de 6 anos. O crime ocorreu em setembro de 2017 na cidade de Umuarama, noroeste do Paraná. O júri popular foi nesta quinta-feira (15),  em Cascavel, oeste do Paraná, e durou nove horas. O homem deve seguir preso, em Curitiba. Ele participou do julgamento por meio de vídeo.

Tábata foi morta aos 6 anos em 2017 – Reprodução

A garotinha sumiu quando chegava a escola. O corpo foi encontrado com sinais de abuso sexual enterrado em uma região de mata. Segundo a promotoria, Eduardo responde por outros dois crimes de estupro e também pelo homicídio de uma adolescente de 15 anos. Para o MP ele tem claros traços de desvio de conduta sexual, sempre envolvendo mulheres. A informação é do Portal CGN.

Família emocionada

O promotor do caso, Alex Fadel,  descreveu que Eduardo se mostrou uma pessoa ‘seca’ durante todo o julgamento. Em seu depoimento de defesa, o até então ‘acusado’ não quis confessar o estupro, mas, orientado de que teria a pena reduzida, confessou.

“Os jurados concordaram com MP e assistência e o condenaram por homicídio com duas qualificadoras. Não sou psicólogo, mas consigo fazer ler linguagem corporal pelo trabalho na área e ele se mostrou uma pessoa seca”, afirmou o Promotor.

A família foi informada da decisão e chorou pelo alívio de saber que a Justiça foi feita, de acordo com o MP.

Leia a cobertura completa do caso AQUI, na CGN, site parceiro da Banda B.



Fonte: Banda B

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui