Seis pessoas foram presas durante operação da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na manhã desta sexta-feira (20). Elas são suspeitas de fazer parte de uma organização criminosa ligada ao tráfico de drogas. Além disso, estariam envolvidas na morte de Wesley Alceu da Cruz Marques, morto a tiros no dia 14 de fevereiro de 2020.

A organização também estaria aterrorizando moradores do Tatuquara e Campo de Santana, em Curitiba, para matar uma outra vítima. Houve duas tentativas de homicídio contra esse alvo, segundo a polícia.

Foto: reprodução.

Seis pessoas foram presas em cumprimento de mandado de prisão por assassinato, tentativa de homicídio e organização criminosa. Um sétimo suspeito foi preso em flagrante, mas acusado apenas por tráfico de drogas, não por homicídio.

O delegado Victor Menezes da DHPP disse à Banda B que foram vários crimes diferentes praticados pelos suspeitos.

“Foi um homicídio consumado em 2020 e duas tentativas de assassinato em junho de 2021. Teve uma série de crimes praticados por esses envolvidos. Foram várias tentativas de consumar esse crime como disparos de arma de fogo e ameaça. Os criminosos tentavam intimidar pessoas para buscar essa vítima”, contou à Banda B.

Para Menezes, a operação trará mais segurança para o moradores da região. “A operação de hoje foi um golpe duro contra essa associação criminosa que agia na região do Tatuquara e Campo de Santana. Foi presa uma mulher também”, disse.

Foto: Divulgação.

Durante o cumprimento dos mandados de busca foram apreendidas pedras de crack e uma balança de precisão.