Tarcísio de Freitas diz que eventual concessão pode reduzir tarifa da Sabesp


Em evento, o governador eleito também negou que tenha anunciado o infectologista Esper Kallás para comandar o Instituto Butantan

WILLIAN MOREIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOTarcísio Gomes de Freitas
Governador eleito falou sobre a possibilidade, listando benefícios para a população

O governador eleito de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos) afirmou que a Sabesp vai perder paulatinamente o valor se continuar com o modelo atual de gestão. O ex-ministro voltou a falar em privatização e garantiu que a tarifa não vai aumentar se ele decidir incluir a iniciativa privada. “O modelo Sabesp é muito parecio com o modelo Eletrobras. […] Eu consigo trazer investimento, coloco dinheiro no caixa do Estado, trago governança e abaixo tarifa”, disse Tarcísio. A Sabesp já é listada em bolsa, o que, de acordo com o governador eleito, facilitaria o processo. O Estado tem 50,3% de participação, enquanto 34,4% são negociadas na B3 e os outros 15,3% na bolsa de Nova York. O processo envolvendo a Eletrobras fez com que a empresa passasse de 58,7% de participação o governo para 37%. Tarcísio também negou que tenha anunciado o infectologista Esper Kallás como diretor-geral do Butantan.

O governador eleito foi questionado sobre publicações do deputado Capitão Derrite, anunciado como secretário de segurança pública, questionando o resultado das eleições, dizendo que vai olhar para frente. Tarcísio confirmou que deve deixar para a próxima semana novos anúncios de pessoas que irão compor o governo de São Paulo. Nesta semana, a Alesp aprovou o aumento de 50% no salário do Executivo. Tarcísio disse que a decisão foi necessária para ter recomposição de salários do funcionalismo. O governador eleito ainda prometeu aumento salarial para carreiras de base, como professores e policiais.

Confira a reportagem na íntegra:

*Com informações da repórter Nanny Cox





Jovem Pan