Quase 5 milhões de veículos devem deixar a cidade de São Paulo até o Natal


Festas de final de ano movimentam estradas e demandam operações especiais

Daniel Teixeira/Estadão Conteúdo – 14/12/2022Carros passando por pedágio em estrada de São Paulo
SP – PEDÁGIOS/SP/RODOVIAS/TARIFAS/AUMENTO – GERAL – Movimento na praça de pedágio da Rodovia Castelo Branco, altura do km 18, no município de Osasco, na Grande São Paulo, nesta quarta-feira (14). A via é de administração da CCR Via Oeste. O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), autorizou aumento da tarifa de pedágio entre 10,72% e 11,73% apesar de ter anunciado congelamento dos valores em 30 de junho quando era pré-candidato a reeleição. O índice de aumento varia dependendo do indexador previsto no contrato de concessão, e vale para as 18 concessionárias de rodovias paulistas

Segundo estimativa das 20 concessionárias que integram o Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo — regulado pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) — e do Departamento de Estradas e Rodagem (DER), cerca de 5 milhões de veículos deixarão a capital paulista até o domingo, 25, dia de Natal. A Artesp espera que 4,2 milhões de carros se dirijam para cidades do interior e do litoral do Estado. Já o DER estima a passagem de 700 mil automóveis nas estradas que estão sob sua administração. “Vamos ampliar a nossa presença nas rodovias para fazer frente ao aumento do movimento durante as festas de final de ano, monitorando o fluxo de veículos leves e entrando em ação quando necessário, para maior segurança e conforto dos usuários”, anunciou o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto.

A Artesp promete monitorar o tráfego com 2.976 câmeras — implantadas em 11,1 mil quilômetros —, 625 sensores de tráfego, 40 estações meteorológicas, 424 painéis eletrônicos de mensagens, além de disponibilizar 8.019 telefones de emergência, 214 ambulâncias, 258 guinchos leves e pesados, 60 veículos de apoio operacional e 216 veículos de inspeção de tráfego. Obras serão suspensas para evitar congestionamentos. Pelo mesmo motivo, haverá restrições para circulação de veículos com cargas excepcionais. O Sistema Anchieta-Imigrantes terá esquemas especiais confirme a demanda. No Natal, por exemplo, está prevista a implantação do esquema 7×3 para descida sentido litoral (sete pistas para o acesso às cidades litorâneas e três em direção à capital).





Jovem Pan