Polícia Civil conclui que prêmio motivou assassinato de ganhador da Mega Sena


Homem de 55 anos foi encontrado morto com sinais de espancamentos em Hortolândia; cerca de R$ 20 mil foram transferidos via Pix

Reprodução/Facebook/Arquivo pessoalGanhador da Mega-Sena morto
Jonas Lucas Alves Dias ganhou R$ 47,1 milhões na Mega-Sena em 2020

O prêmio de R$ 47,1 milhões na Mega-Sena vencido por Jonas Lucas Alves Dias, de 55 anos, em 2020, motivou seu assassinato. Pelo menos foi o que informou a Polícia Civil em entrevista coletiva realizada nesta quinta-feira, 15. O homem foi encontrado às margens da Rodovia dos Bandeirantes (SP-348), na altura de Hortolândia, interior de São Paulo, onde morava. Ele apresentava sinais de espancamento. Segundo as investigações, Jonas saiu para caminhar na manhã de terça-feira, 13, e não voltou. Neste período, segundo a polícia, os criminosos tentaram sacar R$ 3 milhões da conta do milionário, porém não conseguiram. Entretanto, as investigações apontam que R$ 20 mil foi sacado através de transferências bancárias e Pix.

Até o momento não há um suspeito. A polícia analisa as imagens de circuito de segurança que mostram os criminosos circulando com Jonas em um veículo para tentar identificar os autores do crime. As imagens também registraram o momento em que a vítima foi abandonada. Segundo o delegado, os vizinhos de Jonas sabiam do prêmio. “Não o quanto, mas sabiam que ele tinha um numerário razoável”, disse o delegado na coletiva. Familiares da vítima contaram aos policiais que ele saiu de casa apenas com uma carteira e documentos. Como não houve mais contato, eles decidiram registrar uma ocorrência de desaparecimento. A vítima foi encontrada com vida, foi socorrida, mas morreu no caminho do hospital. Exames apontam traumatismo cranioencefálico como causa da morte.





Jovem Pan