PF deflagra operação contra lavagem de dinheiro vindo de comércio de ouro ilícito em Roraima


Ao todo, estão sendo cumpridos oito mandados de busca e apreensão, além de bloqueio de bens nos Estados de Roraima e Pernambuco

Polícia Federal/DivulgaçãoPolícia Federal
Esquema teria movimentado mais de R$ 60 milhões em dois anos

A Polícia Federal (PF) deflagrou a Operação BAL na manhã desta sexta-feira, 10, com o objetivo de investigar um esquema de lavagem de dinheiro oriundo de comércio de ouro ilícito. As investigações começaram com o recebimento de informações sobre uma abordagem da PRF a um dos suspeitos em uma rodovia de Roraima. Durante a ação, os policiais encontraram inconsistências na narrativa dos passageiros, que tentaram ocultar uma viagem a Rondônia que havia acontecido recentemente. Segundo a PF, análises feitas pela corporação indicaram envolvimento do passageiro com outros suspeitos investigados e conseguiram revelar um esquema que teria sido responsável por movimentar R$ 64 milhões em dois anos. O valor seria oriundo da comercialização de ouro ilegal, utilizando empresa de fachada para dar aspecto de legalidade às transações. Os suspeitos recebiam valores de diversos financiadores e repassaram para pessoas e empresas de Roraima, que atuariam na compra do ouro ilegal. Ao todo, estão sendo cumpridos oito mandados de busca e apreensão, além de bloqueio de bens nos Estados de Roraima e Pernambuco. Os mandados foram expedidos pela 4ª Vara Federal Criminal da Justiça Federal em Roraima.





Jovem Pan