Mãe e filha estão entre os três mortos no ataque russo em Kiev


Uma menina de nove anos, sua mãe e outra mulher foram mortas durante um ataque com mísseis russos em Kiev nesta quinta-feira (1º), depois que o abrigo antiaéreo para o qual elas correram não abriu, disseram testemunhas, durante um ataque.

“O alerta aéreo soou. Minha esposa pegou nossa filha e eles correram para a entrada aqui”, disse o morador local Yaroslav Ryabchuk à Reuters no distrito de Desnyanskyi. “A entrada estava fechada, já havia cerca de cinco a 10 mulheres com crianças. Ninguém abriu para eles. Eles bateram bem alto.”

“Eles tentaram entrar no abrigo, ninguém abriu para eles. Minha esposa morreu”, disse ele.

Outros locais disseram que as pessoas não conseguiram entrar no abrigo porque estava fechado.

A polícia abriu uma investigação criminal sobre os eventos perto de uma clínica médica no distrito de Desnyanskyi.

“Três pessoas, uma delas uma criança, morreram perto da clínica ontem à noite”, disse Klitschko. “Um fragmento de foguete caiu perto da entrada da clínica quatro minutos depois que o alerta aéreo foi anunciado. E as pessoas se dirigiram para o abrigo.

A Força Aérea da Ucrânia disse que derrubarou todos os 10 mísseis disparados pela Rússia no 18º ataque à capital desde o início de maio. Mas o prefeito de Kiev, Vitali Klitschko, disse que três prédios escolares, um jardim de infância, seis prédios residenciais e uma delegacia de polícia foram danificados.

Ele não disse quais foram os principais alvos do ataque, mas o Ministério da Energia disse que nenhuma instalação de energia foi atingida.

A Rússia negou ter alvejado civis ou cometido crimes de guerra, mas suas forças causaram devastação em cidades ucranianas e repetidamente atingiram áreas residenciais desde sua invasão em grande escala em 24 de fevereiro de 2022.

A Rússia intensificou os ataques com mísseis e drones contra a capital ucraniana enquanto Kiev se prepara para lançar uma contraofensiva.



CNN Brasil