Justiça atende MP e suspende prisão domiciliar de Isaías do Borel


Traficante de drogas é considerado um dos principais líderes de facções do Rio de Janeiro

Reprodução/Jovem Pan News/TV BrasilIsaías do Borel
Isaías do Borel sendo detido

O traficante Isaías da Costa Rodrigues, 59, conhecido como Isaías do Borel e considerado um dos maiores chefes de uma facção criminosa do Rio de Janeiro vai ter a prisão domiciliar suspensa e voltar para o presídio novamente. A decisão foi tomada pela 3ª Câmara Criminal da Justiça Fluminense. Na sentença, o desembargador Paulo Rangel afirma que Isaías é um traficante de drogas reconhecido como “dono” do Morro do Borel, na Tijuca, e líder de facção. Ele também lembrou que o comportamento do detento foi ruim na prisão e que ele chegou a ser transferido para presídios federais inúmeras vezes e, recentemente, levado para a penitenciária de Catanduvas, no Paraná, onde se envolveu em um ato indisciplinas, com ameaças a agentes penitenciários.

Segundo a polícia do Rio de Janeiro, Isaías do Borel está envolvido com crimes desde 1991 e teria começado com roubo de mansões. Dois anos depois, assumiu o comando da quadrilha do Borel. Após ser detido e levado para o presídio Bangu III, continuava a comandar o tráfico de drogas na comunidade. Em 2005, foi condenado por tráfico e outros crimes. Em 2007 foi transferido para o Paraná; Em 2010, para Porto Velho, em Rondônia, onde cumpriu pena até 2012. Ele foi solto após 22 anos preso e passou a cumprir prisão domiciliar. Em 2015 foi detido novamente após trocar tiros com policiais e foi beneficiado por uma progressão de regime em agosto de 2022

*Com informações do repórter Rodrigo Viga





Jovem Pan