Imprensa internacional repercute morte de fã de Taylor Swift durante show: 'onda de calor perigosa' e 'condições sufocantes'




Ana Clara Benevides Machado, de 23 anos, começou a passar mal durante os primeiros momentos do show por conta do calor extremo. Ana Clara Benevides Machado no show do Taylor Swift.
Daniele Menin/Arquivo pessoal
A morte de uma Ana Clara Benevides Machado, de 23 anos, durante os primeiros momentos do show da cantora Taylor Swift nesta sexta-feira (17) é assunto entre os principais veículos da imprensa internacional.
Segundo relatos de Daniele Menin, amiga da vítima que estava com ela no show, Ana Clara chegou a entrar no estádio Milton Santos, o Engenhão, onde ocorria o show, e começou a passar mal durante a segunda música por conta do calor extremo. Ela foi levada ao hospital, mas não resistiu. A morte foi confirmada à TV Globo por familiares da vítima.
Fã que morreu em show de Taylor Swift tinha 23 anos e sonhava em conhecer a cantora
Na mídia internacional, a fatalidade começou a ganhar repercussão logo após uma postagem realizada por Taylor nas redes sociais lamentando o ocorrido, em que a cantora afirmou estar “devastada”.
O jornal britânico The Guardian afirmou que o público do show reclamava que as condições climáticas nos dentro e fora do Engenhão eram sufocantes.
O The Independent, também da Inglaterra, destacou que a morte da fã ocorre em meio a uma onda de calor “perigosa” que afeta o Brasil, e que Taylor chegou a parar a apresentação para pedir que sua produção entregasse água ao público.
A BBC disse que a cantora, inclusive, foi vista jogando pelo menos uma garrafa de água para a plateia.
O New York Post escreveu que “a notícia chega poucas horas depois de as temperaturas no Rio de Janeiro atingirem níveis de 100°F (cerca de 38°C) em todo o país, o que levou a cantora a garantir que seus fãs tivessem acesso à água durante sua apresentação de três horas”.
Reclamações sobre acesso à água no estádio
Relatos de fãs nas redes sociais criticam a organização do evento pela proibição de entrar com garrafas de água no estádio, mesmo em meio às altas temperaturas.
Além disso, parte das pessoas que estiveram na apresentação dizem que os preços dos copos d’água dentro do evento eram abusivos e que era difícil encontrar vendedores com disponibilidade do produto.
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, determinou a abertura de uma investigação para apurar a escassez de água no local do evento e disse que as medidas cabíveis deverão ser tomadas ainda hoje.
“O Código de Defesa do Consumidor exige que os serviços sejam seguros e adequados à saúde. É inaceitável que pessoas sofram, desmaiem e até morram por falta de acesso à água”, afirmou o ministro.
A organizadora do evento, T4F, emitiu uma nota lamentando pelo ocorrido, mas não se pronunciou sobre as reclamações de dificuldade ao acesso à água.
Leia a nota da T4F
“É com muita tristeza que informamos o falecimento de Ana Clara Benevides Machado, 23 anos. Na noite de ontem, Ana Clara se sentiu mal e foi prontamente atendida pela equipe de brigadistas e paramédicos, sendo encaminhada ao posto médico do Estádio Nilton Santos para o protocolo de primeiros socorros. Diante do quadro, a equipe médica optou pela transferência ao Hospital Salgado Filho, onde, após quase uma hora de atendimento emergencial, infelizmente veio a óbito.
Aos familiares e amigos de Ana Clara Benevides Machado nossos sinceros sentimentos.”
Leia o pronunciamento de Taylor Swift
Taylor publicou comunicado confirmando morte de fã em show no Brasil
Reprodução/Instagram
“Não acredito que estou escrevendo essas palavras, mas é com o coração partido que digo que perdemos um fã hoje à noite, antes do meu show. Eu nem posso dizer para vocês o quanto eu estou arrasada por causa disso. Eu tenho poucas informações, além de que ela era incrivelmente bonita e muito jovem.
Eu não vou ser capaz de falar sobre isso do palco, porque me sinto dominada pela dor quanto tento falar sobre isso. Quero dizer que agora sinto profundamente essa perda e meu coração partido está com sua família e amigos. Esta é a última coisa que eu nunca pensei que aconteceria quando nós decidimos trazer essa turnê ao Brasil.”



G1 Mundo