Imagens de drone mostram como ficou o local da rave atacada pelo Hamas; brasileiros estão entre as mais de 260 vítimas



Vídeo revela acampamentos revirados, filas de carros e veículos incendiados. Festival foi invadido no sábado (7). Imagens de drone mostram como ficou o local da rave atacada pelo Hamas
Imagens divulgadas hoje pela Reuters mostram como ficou o local da rave atacada pelo Hamas no último sábado (7).
O Festival acontecia perto da fronteira com a Faixa de Gaza e foi um dos principais alvos dos terroristas.
O vídeo, gravado por um drone, mostra acampamentos revirados, carros incendiados e filas de veículos abandonados (veja acima).
Mais de 260 pessoas foram mortas, entre elas os brasileiros Ranani Nidejelski Glazer, de 23 anos, e Bruna Valeanu, de 24.
Ataque aéreo, fuga pelo deserto e carros destruídos: vídeos mostram invasão do Hamas na rave Universo Paralello
Universo Paralello: rave atacada em Israel pelo Hamas começou no Brasil e foi criada pelo pai de Alok
O festival Universo Paralello tem origem brasileira e foi criada por Juraez Petrillo, pai do DJ Alok. Enquanto os foguetes explodiam e parapentes caíam do céu, os participantes em pânico tentavam fugir de qualquer forma, correndo pelo deserto ou de carro.
A festa havia começado por volta de 22h (no horário local) de sexta-feira (6). Segundo o “The Guardian”, os participantes só foram informados do local exato da festa horas antes.
Um participante da festa disse ao site de notícias israelense Ynet que as pessoas começaram a gritar um código usado para avisar de ataques por volta das 7h.
“Quando o lançamento de foguetes do céu começou, começamos a gritar ‘código vermelho’ para todos. Havia vários postos de tiro; corremos de uma direção para outra.”
Universo Paralello: o que é o festival de música atacado pelo Hamas



G1 Mundo