Greve de servidores e violência fecham o ambulatório do Hospital do Jardim Esperança

0
3406

Quem esteve nessa quinta-feira (27/06) pela manhã no Hospital Otime Cardoso dos Santos, no bairro Jardim Esperança, esperando ser atendido no ambulatório teve uma grande decepção. As portas da unidade estavam fechadas com corrente e cadeado. Um cartaz preso na porta avisava a população da interrupção do atendimento e comunicava que as consultas seriam remarcadas pelo telefone. Desde a semana passada a unidade vem enfrentando dificuldades no atendimento devido à greve dos servidores públicos (que permanece) e a situação piorou ainda mais essa semana por conta dos confrontos que vem acontecendo em várias regiões da cidade, inclusive no Jardim Esperança, entre a PM e traficantes.

Na noite dessa quarta-feira (26/06) um confronto armado deixou o local muito tenso com a chegadas dos feridos, presença policial, levando ao choque alguns membros da equipe médica do hospital. Além do ambulatório, as consultas agendadas e até a fisioterapia não funcionaram. “Preciso pegar um laudo para o meu filho, por que ele precisa apresentar ao médico e infelizmente não consigo.” Disse Wagner Santana. Seu Osmário está desde janeiro tentando marcar uma fisioterapia e hoje seria sua primeira consulta, infelizmente encontrou o local fechado. “Rapaz, que sofrimento esse. Essa é a nossa saúde em Cabo Frio”, reclamou. O setor de emergência está funcionando com número de pessoal reduzido.

Até o fechamento dessa matéria, a Prefeitura de Cabo Frio não havia emitido nenhuma nota de esclarecimentos sobre a retomada da rotina no Hospital do Jardim Esperança para os próximos dias. 

Conteúdo exportado via Portal de Notícias Administrável Hotfix