Cerca de 300 pessoas participaram do evento sobre enfrentamento à violência contra o idoso

0
3366

Cerca de 300 pessoas participaram, na manhã dessa sexta-feira (14/06) das atividades da Semana de Enfrentamento à Violência Contra a Pessoa Idosa, na Praça do Guarani, em Arraial do Cabo. Houve assistência jurídica, aferição da pressão arterial e da taxa de glicose, rodas de conversa sobre violência contra o idoso e situações que podem provocar quedas e acidentes, além de atividades físicas de alongamento e consciência corporal. Foram distribuídas frutas frescas aos participantes, doadas em cortesia pela Kitanda da Roça e Mundo das Frutas. Mesas e cadeiras foram emprestadas pelo Pastor José Guilherme, da Igreja Batista Central de Arraial do Cabo

O evento é uma organização da Prefeitura de Arraial do Cabo, através da Secretaria de Saúde, por meio da Consultoria Geral de Longevidade e Envelhecimento Humano (ConLongEH), e da Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Renda e Direitos Humanos, em parceria com o Conselho Municipal do Idoso, e apoio da Coordenação de Saúde do Idoso, ligada ao Departamento de Atenção Básica da Secretaria de Saúde. Estiveram presentes ao evento o Secretário de Saúde, Antônio Carlos de Oliveira, o “Kafuru”; o Secretário de Assistência Social, Ayron Freixo; a subsecretária da pasta, Andrea Tinoco e também representantes do Conselho Municipal de Saúde.

As técnicas de enfermagem Fabiolla e Daiana, do posto de saúde da Cabocla e os fisioterapeutas Jazi Lopes (Assistência Social) e Carlos Henrique Gomes, além do advogado Luiz Alberto Teixeira, ambos da equipe ConLongEH, atenderam as demandas dos participantes. O Secretário de Saúde destacou a importância do encontro e a parceria das pastas da Saúde com a Assistência Social. “A missão que nos foi dada pelo prefeito Renatinho Vianna é dar atenção especial a todos os segmentos da sociedade, e não podemos deixar de fora a pessoa idosa, parte importante de nossa população, pela qual temos que zelar”, disse.

Ayron Freixo também destacou a importância do evento: “É fundamental que todos estejam engajados nessa luta. Hoje no Brasil, os casos de negligência já representam mais de 77% dos indicadores estatísticos dos casos de violência contra a pessoa idosa. É dever do poder público arregaçar as mangas e trabalhar intensamente para melhorar a qualidade de vida da população como um todo, em especial aos idosos, que muitas das vezes não tem ninguém a quem recorrer”, disse o Secretário de Assistência Social.

O presidente do Conselho Municipal do Idoso em Arraial do Cabo, Jocarly Alves, o “Seu Jô” também falou da importância do tema. Ele disse que o Conselho recebe as demandas da população sobre casos de violência e negligência e que é o canal apropriado para esse tipo de debate e o enfrentamento. “Estamos implantando o serviço jurídico, que vai auxiliar os nossos  idosos e familiares no combater de todo tipo de violência”, disse. O Conselho funciona em um anexo do Centro de Referência em Assistência Social (CREAS) do município.

A Consultora Cristiane Fernandes (ConLongEH) destacou que é preciso a participação de todos nas questões ligadas à saúde e à segurança da pessoa idosa: “Na maioria das vezes a violação de direitos vem de pessoas da própria família ou próximas a eles. Filho e netos são os primeiros autores de violência. Isso acontece por causa da proximidade, convivência, muitas das vezes casos de dependência química e também o desconhecimento da Lei, em especial, do Estatuto do Idoso que criminaliza todos os tipos de violência. Por isso, a importância de eventos como esse, para que a informação chegue para o maior número de pessoas possível”, explicou. Estimativas do IBGE (2018) mostram que os idosos representam 12,8% da população de Arraial do Cabo, ou seja, mais de 3,8 mil pessoas.

Conteúdo exportado via Portal de Notícias Administrável Hotfix