Garça que foi contaminada por mancha de óleo morre durante o tratamento

0
82

A garça que foi encontrada suja de óleo em Cabo Frio morreu nesta quinta-feira (11) durante um tratamento. O animal foi resgatado na quarta-feira (10/04) e levado para o CTA de Meio Ambiente, em Araruama, depois que a moradora Quessy Jotta encontrou a ave doente dentro de um clube no município. O centro de reabilitação investiga se o motivo da morte foi o contato do animal com o óleo. O problema da poluição teve início na última quarta-feira (03/04) quando manchas de óleo preto e denso surgiram no mar das cidades de Arraial do Cabo, Armação dos Búzios e Cabo Frio.

A Petrobras confirmou que o óleo encontrado é proveniente de operações petrolíferas da empresa. O resultado das análises que podem apontar se o material é petróleo ainda não foi divulgado. Segundo o coordenador de Meio Ambiente de Cabo Frio, Mario Flavio Moreira, as “pelotas” de óleo vieram com a maré e ainda são provenientes do vazamento do Campo de Marlim Leste, localizado na Bacia de Campos. Na quarta-feira (10/04), a Praia do Forte, em Cabo Frio, também foi afetada pelo óleo. O caso preocupa a população, como a moradora que encontrou a ave debilitada. “No dia anterior [ao encontrar o animal], fiz belas imagens da espécie na mesma praia que depois ficou suja”, lamentou Quessy.

Os locais que já tinham sido atingidos são a Prainha e as Prainhas do pontal do Atalaia, em Arraial do Cabo; a Praia Brava, em Búzios; e a Praia do Peró, em Cabo Frio, onde a “bandeira Azul” chegou a ser descerrada por conta da contaminação. Todos eles já estão limpos e estão liberados para o banho.

Conteúdo exportado via Portal de Notícias Administrável Hotfix