Homenagem a nazista: presidente do Parlamento do Canadá se demite após chamar de herói soldado de Hitler




Anthony Rota prestou homenagem a um homem de 98 anos que lutou pelos nazistas contra o Exército Vermelho durante a Segunda Guerra. Volodymyr Zelensky e Justin Trudeau no Parlamento do Canadá em 22 de setembro de 2023
Blair Gable/Reuters
Anthony Rota, presidente do Parlamento do Canadá, pediu demissão do cargo nesta terça-feira (26) por ter homenageado um soldado nazista.
Na sexta-feira (22), Justin Trudeau, o primeiro-ministro do país, Canadá, Volodymyr Zelensky, o presidente da Ucrânia, , fizeram uma visita ao Parlamento canadense.
✅Clique aqui para seguir o novo canal do g1 no WhatsApp.
Em um momento, o presidente do Parlamento, Anthony Rota, resolveu fazer uma homenagem a um homem de 98 anos que estava na galeria do edifício, Yaroslav Hunka.
Rota afrimou que o homem, que lutou na Segunda Guerra, era “um herói ucraniano e um herói canadense, e nós agradecemos a ele pelo serviço”.
No entanto, Rota lutou em uma unidade de nazistas contra o Exército Vermelho da União Soviética.
As pessoas que estavam no recinto então aplaudiram de pé o homem que lutou pelos nazistas.
De acordo com a rede BBC, durante a Segunda Guerra, milhares de ucranianos lutaram pelos nazistas, mas uma quantidade muito maior aderiu ao Exército Vermelho, liderado pela União Soviética, que era o principal exército dos Aliados.
O Cija, um grupo organizado de judeus canadenses, afirmou que é muito problemático que um nazista tenha sido homenageado.
A Rússia também criticou o convite feito a Hunka.



G1 Mundo