Greve do metrô: assembleia nesta segunda decide se metroviários vão parar em São Paulo


Se aprovada, paralisação vai começar amanhã e afetará as linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e monotrilho da Linha 15-Prata

Uriel Punk/Futura Press/Estadão Conteúdo – 02/09/2022usuários do metrô se amontam para entrar no primeiro vagão de um trem do metrô com, destino a Itaquera (letreiro indica o local)
Metrô de São Paulo pode operar com restrições a partir desta terça-feira

Os metroviários de São Paulo se reunirão na noite desta segunda-feira, 12, para uma assembleia que discutirá a possibilidade de greve. Se a categoria decidir cruzar os braços, o Metrô passará a operar com restrições a partir desta terça, 13. Serão afetadas as linhas 1-Azul (Tucuruvi-Jabaquara), 2-Verde (Vila Madalena-Vila Prudente), 3-Vermelha (Barra Funda-Itaquera) e monotrilho da Linha 15-Prata (Vila Prudente-Jardim Colonial). Na semana passada, os metroviários já haviam aderido à greve, mas recuaram após o Metrô pagar os steps (mecanismo de isonomia salarial) devidos à boa parte dos funcionários. “Em respeito à cláusula de paz estabelecida na audiência, a categoria decidiu adiar a paralisação para a próxima terça (13), manter o estado de greve e as mobilizações e realizar nova assembleia na segunda-feira”, anunciou o sindicato, na semana passada.





Jovem Pan