Governo de São Paulo vai reajustar salários de 100 mil professores em 15%


Aumento será feito diretamente no piso, podendo chegar a R$ 575; medida deve ser aplicada em março

Credito: Gilberto Marques/Governo do Estado de SPVice-governador do Estado de São Paulo, Felicio Ramuth, e parte da equipe de secretariado
Vice-governador do Estado de São Paulo, Felicio Ramuth, ao lado do secretário de Educação, Renato Feder, em Jundiaí

O governo de São Paulo vai reajustar os salários de 100 mil professores em 15% a partir de março, segundo o vice-governador, Felício Ramuth (PSD). “É um aumento de 15% remuneração do piso dos nossos professores, até R$ 575, autorizado pelo nosso governador Tarcísio [de Freitas], junto com o secretário de Educação. São 100 mil professores beneficiados com esse aumento”, afirmou Ramuth. O anúncio foi feito em Jundiaí, durante um evento no qual Ramuth substituiu Tarcísio de Freitas (PRB), que isolado com Covid-19. Além de promover o aumento nos salários, o governo promete fazer ajustes na grade curricular dos estudantes, acrescentando instruções de empreendedorismo, contra manipulação nas redes sociais e curso oratória, para que aprendam a falar melhor em público. O objetivo, segundo o secretário estadual Educação, Renato Feder, é que os jovens saiam capacitados para lidar com situações cotidianas: “A gente tem algumas propostas, por exemplo, educação financeira. A gente vai trazer. O aluno mexer com dinheiro. Em geral, a gente fica 12 anos na escola e não mexe com dinheiro, não sabe evitar dívidas, poupar, fugir dos juros do cartão de crédito. Ele vai aprender isso”, declarou Feder.

Ainda de acordo com o secretário de Educação, há uma outra meta de buscar recursos para a capacitação dos professores da rede pública. “Têm muitos investimentos que a gente quer fazer pedagógica. Por exemplo, formação de professores. A gente está construindo um programa que vai apaixonar os seus professores. Eles vão ficar apaixonados pelas nossas formações. A gente deve pagar professores do município como professores formadores para outros colegas, professores municipais”, diz. O anúncio do aumento salarial aos professores de todo o Estado de São Paulo foi feito durante a entrega de ônibus escolares em Jundiaí, no interior. O governo entrou 73 ônibus para 65 cidades do interior do Estado.

*Com informações do repórter David de Tarso





Jovem Pan