Deputado George Santos enfrenta nova tentativa de expulsão do Congresso dos EUA




Pedido vem um dia depois de Comitê de Ética da Câmara afirmar ter “evidências contundentes” contra Santos de fraude, roubo de cartão de crédito e mentira à comissão eleitoral dos EUA. George Santos, deputado dos EUA de origem brasileira, em 27 de outubro de 2023
Eduardo Munoz/Reuters

O deputado republicano George Santos vai enfrentar uma nova tentativa de expulsão do Congresso dos Estados Unidos, anunciou nesta sexta-feira (17) o presidente do Comitê de Ética da Câmara dos Deputados, Michael Guest.

O comitê presidido por ele apresentou nesta quinta-feira (16) um relatório de investigação que afirmou ter “evidências contundentes” de violações da lei federal por Santos, entre elas fraude, roubo de cartão de crédito e mentira à comissão eleitoral dos EUA.

O relatório também detalhou gastos extravagantes — e possivelmente ilegais — do dinheiro da campanha, incluindo milhares de dólares em botox, marcas de luxo como Hermes e “compras menores” no OnlyFans, uma plataforma online conhecida pelo conteúdo sexual.

“As provas reveladas são mais do que suficientes para justificar a punição, e a punição mais apropriada é a expulsão”, disse Michael Guest em um comunicado.

O processo de expulsão será feito por meio de uma resolução apresentada por Guest contra Santos. A Câmara pode votar a moção — a segunda que Santos recebe só neste mês — já em 28 de novembro, quando retorna do recesso após o feriado de Ação de Graças.
O deputado, filho de brasileiros, se declara inocente das acusações, mas já anunciou que não vai concorrer à reeleição.

O Comitê de Ética da Câmara dos EUA também encaminhou sua investigação para a Justiça, que pode aumentar o cerco a George Santos. No fim do mês passado, foi formalmente acusado de 23 crimes, chegou a ser preso e teve que pagar fiança para responder em liberdade aos processos.

George Santos se declara inocente das acusações, mas anunciou no mesmo dia da divulgação do relatório que não concorrerá à reeleição.
O que acontece agora
Santos sobreviveu a uma votação no início deste mês para expulsá-lo da Câmara, mas a maioria dos deputados optaram por suspender a punição porque aguardavam o fim da investigação do Comitê de Ética da Câmara e o julgamento criminal na Justiça.
O nodvo relatório do Comitê de Ética da Câmara, divulgado nesta quinta-feira (16), deve aumentar a pressão pela expulsão de George Santos.
5 pontos sobre George Santos, deputado que mentiu e se tornou alvo de acusações nos EUA



G1 Mundo