Brasil retorna à Celac, grupo que reúne América Latina e Caribe


País tinha deixado o grupo há dois anos durante o governo Jair Bolsonaro

Jessika Lima/AIG-MREItamaraty
Itamaraty disse que comunicou à Celac a decisão de retornar ao grupo

O Brasil retornou para a Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) após ter deixado o grupo há dois anos durante o governo Jair Bolsonaro. A informação foi divulgada nesta quinta-feira, 5, pelo Ministério das Relações Exteriores. Ao todo, 33 países da região compõe a Celac, que tem por objetivo intensificar a integração das nações. O Itamaraty informou por meio de nota que comunicou o grupo sobre a decisão do retorno. “O governo brasileiro comunicou hoje, 5 de janeiro, aos países membros da Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), pelos canais diplomáticos adequados, a reincorporação do Brasil, de forma plena e imediata, a todas as instâncias do mecanismo, tanto as de caráter político como as de natureza técnica”, diz o comunicado. Durante campanha eleitoral, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) prometeu reforçar e estreitar laços com países do continente. O Itamaraty também disse que Lula deve participar da  VII Cúpula de Chefes de Estado e de Governo da Celac ainda neste mês.





Jovem Pan