Terremoto na Turquia é a pior catástrofe natural em um século na Europa, diz OMS


Organização informou que o verdadeiro custo do abalo sísmico ainda não é conhecido e levará muito tempo e esforço para se recuperar e curar

Yasin AKGUL / AFPterremoto na turquia
Um pedestre e um motociclista passam por pilhas de escombros em Hatay em 13 de fevereiro de 2023, quando as equipes de resgate começaram a diminuir a busca por sobreviventes, uma semana depois que um terremoto devastou partes da Turquia e da Síria, deixando mais de 35.000 mortos e milhões em terríveis necessidade de ajuda

A Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou que o terremoto na Turquia, que também atingiu a Síria, é o pior desastre foi a “pior catástrofe natural” em 100 anos na região europeia, com um saldo de mais de 35 mil mortos. “Estamos testemunhando o pior desastre natural na região da Europa da OMS em um século e ainda estamos medindo sua escala”, disse Hans Kluge, diretor da organização para a região (que abrange 53 países, incluindo Turquia e países da Ásia Central), em entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira, 14. “Seu verdadeiro custo ainda não é conhecido e levará muito tempo e esforço para se recuperar e curar”, disse ele. O saldo de mortos – 31.974 na Turquia e 3.688 na Síria, segundo fontes locais – “provavelmente aumentará ainda mais”, segundo o responsável da ONU. O funcionário da ONU lembrou que cerca de 26 milhões de pessoas “precisam de assistência humanitária” na Turquia e na Síria. O destacamento médico de emergência, composto por três aviões e material para atender 400 mil pessoas, é a maior operação realizada pela divisão europeia da OMS em seus 75 anos de existência. Enquanto a Turquia está na área da divisão europeia da OMS, a Síria está na seção do Mediterrâneo oriental.





Source link