Rússia acusa drones ucranianos de ataque a navio petroleiro na Crimaia


Ponte na Crimeia
Wikimedia Commons – 14.05.2020

Ponte na Crimeia

O governo russo acusa a Ucrânia de realizar um ataque com drones a um navio petroleiro em águas próximas à região da Crimeia, anexada pelos russos em 2014, neste sábado (5). Ainda de acordo com o Kremlin, ninguém se feriu. 

A Agência Federal de Transporte Marítimo e Fluvial da Rússia, no entanto, disse que o navio-tanque SIG ficou danificado com o ataque.

“O petroleiro SIG recebeu um buraco na sala de máquinas perto da linha d’água a estibordo [lateral direita da embarcação], preliminarmente como resultado de um ataque marítimo de drones”, disse em comunicado.

O tráfego na Ponte da Crimeia e o transporte por balsas foi suspenso temporariamente após o incidente. 

O navio estava se aproximando do Estreito de Kerch, que liga o Mar Negro e o Mar de Azov, segundo a mídia russa. 

A agência Interfax, da Ucrânia, por outro lado, diz que uma fonte do serviço de segurança ucraniano afirmou que o ataque foi conduzido pelas forças navais de Kiev, e não por drones. 

A agência Reuters diz que o drone usado transportava 450kg de explosivos. Este foi o segundo ataque na região dentro de 24 horas.

O chefe do Serviço de Segurança da Ucrânia, Vasyl Malyuk, não confirmou a autoria do ataque, mas elogiou a ação como um passo “absolutamente lógico e eficiente” contra o inimigo.

“Além disso, operações especiais são conduzidas no território marinho da Ucrânia e são completamente legais”, afirmou Malyuk.



IG Último Segundo