Procon multa Enel São Paulo em R$ 12,7 milhões


Agentes do Procon em uma fiscalização
Reprodução / Procon

Agentes do Procon em uma fiscalização

O Procon paulista multou a concessionária  Enel São Paulo em R$ 12,7 milhões pela interrupção da distribuição de energia após a violenta tempestade que atingiu a capital do estado e sua região metropolitana em 3 de novembro.

O órgão de defesa dos direitos dos consumidores disse que um grande número de usuários permaneceu sem eletricidade por mais de 48 horas.

A tempestade de vento que se abateu sobre São Paulo “alcançou mais de 100 km/h, provocando graves danos à rede de distribuição”, segundo uma nota da Enel São Paulo.

“Os fortes ventos derrubaram cerca de 1,4 mil árvores de grandes dimensões, e a empresa teve de reconstruir mais de 140 quilômetros de rede para restabelecer a alimentação elétrica dos clientes afetados”, acrescenta o comunicado.

De acordo com a concessionária, “devido à complexidade dos trabalhos de reconstrução da rede afetada pela queda de grandes árvores, o restabelecimento ocorreu de modo gradual, e a empresa deu prioridade aos casos mais críticos, como os serviços essenciais”.

A multa corresponde ao máximo previsto pelo Código de Defesa do Consumidor e se baseia nas reclamações apresentadas na plataforma digital do Procon e nos pontos de atendimento presencial ativados para apoiar os moradores das regiões mais afetadas pela falta de energia.



IG Último Segundo