Ministra da Saúde diz ter sido surpreendida com dança erótica


Encontro de mobilização da promoção da saúde no Brasil, promovido pela ministério da Saúde, foi criticado por ter apresentação de dança
Reprodução

Encontro de mobilização da promoção da saúde no Brasil, promovido pela ministério da Saúde, foi criticado por ter apresentação de dança ‘batcu’

A ministra da Saúde, Nísia Trindade, publicou na noite deste sábado (7) um video relatando sua posição sobre a apresentação erótica em evento da pasta. Segundo ela, a dança foi “inapropriada” e “inadmissível”, e o servidor responsável já foi exonerado. (Veja o vídeo no final da matéria)

O diretor do Departamento de Prevenção e Promoção da Saúde, Andrey Lemos, foi demitido da administração federal na noite de ontem. 

“Ontem tomei conhecimento de um fato inadmissível, que causou grande comoção em nossa sociedade, ligado a uma manifestação que fez parte do 1º Encontro de Mobilização para Promoção da Saúde no Brasil”, disse Nísia no vídeo.

“Naquele momento, eu estava em uma importante agenda nas cidades de Diadema e Mauá, em São Paulo. (…) Ao mesmo tempo, comecei a apurar responsabilidades pelo ocorrido. Hoje, diante da gravidade do fato, foi afastado o Diretor do Departamento de Prevenção e Promoção da Saúde, que assumiu integralmente a responsabilidade pelo que aconteceu.”

A ministra pediu desculpas pelo acontecimento e relatou que o Ministério se desculpou em nota oficial pelo ocorrido. . 

“Infelizmente, eu fui surpreendida pelo episódio de ontem e venho, por meio desse vídeo, me desculpar muito sinceramente pelo ocorrido e reiterar o compromisso do Ministério da Saúde de que seus eventos reflitam a conduta e a orientação da pasta da Saúde e do governo liderado pelo presidente Lula.”

“Criamos imediatamente uma curadoria para evitar que circunstâncias semelhantes ocorram nos próximos eventos da nossa pasta”, acrescentou.

A pressão por demissão do servidor veio do Planalto, para evitar uma crise ainda maior e dar munição à oposição. 

A apresentação inusitada se deu no intervalo do 1º Encontro de Mobilização para a Promoção da Saúde no Brasil, promovido pelo Departamento de Prevenção e Promoção da Saúde, subordinado à Secretaria de Atenção Primária.

Uma mulher é vista dançando funk ao som da música “Batcu”, de Aretuza Lovi com participação de Valesca Popozuda.

Além da dançarina, outras sete manifestações artísticas tomara o palco do evento. Houve apresentações, por exemplo, de capoeira, samba e dança de rua. Foi neste último que, no fim da música, uma das integrantes do grupo artístico fez a dança que viralizou nas redes.

Em nota também divulgada na noite deste sábado, o ministério da Saúde afirma que adotou as devidas providências para a exoneração do diretor, a pedido.

“O Ministério da Saúde reforça que o episódio isolado não reflete a política da pasta nem os propósitos do debate sobre a promoção à saúde realizado no encontro. O evento, vinculado à Secretaria de Atenção Primária à Saúde, teve como objetivo apoiar a implementação e gestão participativa da Política Nacional de Promoção da Saúde a partir do compartilhamento de experiências entre gestores e trabalhadores de diferentes estados, com momentos dedicados à diversidade cultural.”





IG Último Segundo