Mais três ministros do governo Boris Johnson renunciam e escancaram crise no Reino Unido

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Membros do alto escalão debandaram de seus cargos após denúncias de abuso sexual do ex-secretário Christopher Pincher virem à tona

ALBERTO PEZZALI / POOL / AFPBoris Johnson
Boris Johnson enfrenta uma nova crise em seu governo com a debandada de membros do alto escalão

Frente à crise no governo do Reino Unido, mais três ministros de Boris Johnson renunciaram ao cargo nesta quarta-feira, 6. Já são 13 o número de membros do alto escalão que debandaram do governo após denúncias de abuso sexual do ex-secretário Christopher Pincher virem à tona. Jonhson foi acusado de saber das condutas do ex-funcionário antes mesmo de nomeá-lo. Na noite de terça-feira, 5, os ministros da Saúde, Sajid Javid, e das Finanças, Rishi Sunak, foram os primeiros a anunciarem suas renúncias.

Na sequência, o secretário de Estado para a Infância e a Família, Will Quince, o secretário de Estado para Educação, Robin Walker, e o secretário de Estado de Finanças, John Glen, seguiram a debandada do governo, o que totalizou 5 demissões entre os 23 ministros. Também pediu demissão a vice-secretária de Estado para os Transportes, Laura Trott.

Outros 7 assessores de Johnson, como o vice-presidente do Partido Conservador, Bim Afolami, entregaram os cargos. Boris Johnson comparece nesta quarta-feira a uma sessão de perguntas com os deputados britânicos para defender sua continuidade no cargo de primeiro-ministro, em um cenário cada vez mais difícil depois de sucessivos pedidos de demissão no governo em protesto contra a legitimidade do premiê, afetado por escândalos desde o inicio do governo. Com o intuito de derrubar Johnson, os legisladores do Partido Conservador, Chris Skidmore e Tom Hunt, também apresentaram, separadamente, cartas de desconfiança ao chefe de governo.

Confira abaixo a lista completa de renúncias:

  • Will Quince, ministro das crianças e famílias
  • Robin Walker, ministro de estado para os padrões escolares
  • Rishi Sunak, ministro das Finanças
  • Sajid Javid, secretário de Saúde
  • Bim Afolami, vice-presidente do Partido Conservador
  • John Gleen, secretário de economia
  • Alex Chalk, procurador-geral da Inglaterra e País de Gales
  • Laura Trott, secretária Parlamentar Particular do Departamento de Transportes
  • Saqib Bhatti, secretário Parlamentar Particular do secretário de Estado da Saúde e Assistência Social
  • Jonathan Gullis, secretário Parlamentar Particular do Secretário de Estado da Irlanda do Norte
  • Nicola Richards, secretário Parlamentar Particular do Departamento de Transportes e MP
  • Virginia Crosbie, secretária Parlamentar Particular do Gabinete do País de Gales
  • Felicity Buchan, secretária Parlamentar Particular do Departamento de Negócios, Energia e Estratégia Industrial





Source link