Maicon dá a volta por cima no Vasco em 15 dias


Maicon foi muito bem contra o Bahia, no último domingo
Foto: Divulgação

Maicon foi muito bem contra o Bahia, no último domingo

Entre tantas mudanças do técnico Ramón Díaz, a ascensão inesperada de Maicon ganhou destaque nos últimos dias. Titular contra o Bahia, o zagueiro fez ótima partida e afastou a desconfiança sobre sua contratação. Afinal, ele era reserva no Santos, não vem de boas temporadas e já tem 34 anos. Com a suspensão de Gary Medel pelo terceiro amarelo, Maicon segue no time no clássico contra o Fluminense, dia 16.

Anunciado como reforço em 28 de junho, o defensor atuou na derrota para o Cruzeiro, em São Januário, ainda sob o comando do interino William Batista. Com a chegada do argentino, entretanto, foi para o banco e ficou um mês e meio sem entrar em campo. Notícias davam conta de que a comissão técnica notou que o camisa 4 estava pesado, não tinha boa saída de bola e não tinha planos de utilizá-lo.

LIDERANÇA NO VESTIÁRIO

Pouco a pouco, a voz de Maicon no dia a dia e nos vestiários das partidas começou a aparecer com mais forte. Com perfil de liderança, o zagueiro tem no currículo mais de 250 jogos somando Porto e São Paulo, por exemplo. Com isso, ajuda os jovens e se integrou ao grupo de vez.

Tanto que, contra o Atlético-MG, no Maracanã, há duas semanas, teve uma chance de entrar no segundo tempo e contribuiu para conter Hulk e companhia. Na squência, com a suspensão de Léo, foi o eleito na disputa com Capasso, Miranda e Zé Vitor e novamente entregou bom desempenho contra o Palmeiras. No fim das contas, o Vasco só sofreu um gol – e foi de falta.

Com sorte, aproveitou-se de mais uma ausência, desta vez de Zé Gabriel, e fechou a área cruz-maltina diante do Bahia. No gol do adversário, por sinal, Maicon não estava no lance. E, de acordo com os números do Sofascore, foi o líder da equipe em ações defensivas gerais, com destaque para cinco cortes. Claramente, aliás, mostra mais agilidade do que em sua estreia.





Portal IG