Enchente no RS força moradores a passarem a noite nos telhados


Helicóptero resgada moradores ilhados na cidade de Roca Saltes, Vale do Taquari, no Rio Grande do Sul
Reprodução/ MetSul

Helicóptero resgada moradores ilhados na cidade de Roca Saltes, Vale do Taquari, no Rio Grande do Sul

Os moradores da cidade de Roca Sales, no Vale do Taquari no Rio Grande do Sul, enfrentaram uma situação de emergência grave com a passagem de um ciclone tropical na região, provocando uma das maiores enchentes da história.

O Rio Taquari atingiu níveis alarmantes, forçando os residentes a passarem a noite em cima dos telhados de suas casas, até a chegada de resgate via helicóptero.



Na manhã desta terça-feira, as equipes de resgate iniciaram operações aéreas para salvar os moradores sitiados pela inundação. Roca Sales foi um dos municípios mais afetados pela cheia do rio, que ultrapassou 28 metros no Porto de Estrela.

Prédios importantes, incluindo o hospital e a prefeitura da cidade, foram também foram atingidos pelas inundações.

O prefeito de Roca Sales, Amilton Fontana, afirmou que a situação é trágica, explicando que a água subiu extramamente rápido, impedindo que as pessoas retirassem seus pertences de casa.

“Está muito difícil aqui, uma verdadeira tragédia, a água vem subindo num ritmo tão rápido que não tem como as pessoas tirarem os seus pertences. A cada pouco vai trancando um lado, trancando outro”, disse em entrevista à Rádio Independente.

A cheia do Rio Taquari também impactou outras cidades da região, como Muçum, onde as águas subiram rapidamente e se aproximaram do segundo andar de algumas residências.

O governo federal mobilizou o Exército para auxiliar as pessoas afetadas pela chuva no Vale do Taquari. 

Uma pessoa morreu no município de Estrela, vítima de uma descarga elétrica durante as inundações causadas pela enchente do Rio Taquari.

As autoridades continuam trabalhando incansavelmente para resgatar os moradores e fornecer assistência àqueles afetados pela enchente que assola a região.





IG Último Segundo