Em crise, Flamengo se inspira em viradas históricas por penta da Copa do Brasil


Em crise, Flamengo se inspira em viradas históricas por penta da Copa do Brasil
Reprodução: Placar

Em crise, Flamengo se inspira em viradas históricas por penta da Copa do Brasil

Gabigol vive crise no Flamengo - Victor Monteiro/W9 Press/GazetaPress

O Flamengo precisa fazer história para conquistar o título da Copa do Brasil. Após perder a ida, no Maracanã, por 1 a 0, o Rubro-Negro precisa vencer o São Paulo, neste domingo, 24, no Morumbi, e se tornar o único time a virar um placar na final após um revés como mandante na ida.

Na história da Copa do Brasil, em apenas uma final, a de 2008, o time que perdeu por dois gols na partida de ida venceu o jogo da volta e foi campeão. Já um time que venceu como visitante a ida (caso do São Paulo) nunca ficou com o vice. Contudo, em outras fases do torneio, viradas incríveis já aconteceram.

5 – Segunda fase (2005)

09/03 – Cianorte-PR 3 x 0 Corinthians
06/04 – Corinthians 5 x 1 Cianorte-PR

A mais antiga virada selecionada por PLACAR marcou a vida corintiana na época e de um jovem treinador do inteiror do Paraná. O Cianorte, comandado por Caio Júnior, venceu em casa por 3 x 0 o time do Corinthians, reforçado pela MSI e que seria campeão brasileiro no fim do ano. A festa, no entanto, foi desfeita no jogo da volta, no Pacaembu, quando o Timão goleou o pequeno rival por 5 x 1.

4 – Final (2008)

04/06 – Corinthians 3 x 1 Sport
11/06 – Sport 2 x 0 Corinthians

Por se tratar de uma final, fica em quarto lugar. O Timão fez 3 x 1 no Pacaembu. O jogo estava 3 x 0 até o fim, mas Enílton marcou o gol de honra. No jogo da volta, na Ilha do Retiro, o time pernambucano fez 2 x 0, segurou o resultado e conquistou a Copa do Brasil daquele ano.

3 – Terceira fase (2006)

12/04 – Atlético-MG 0 x 2 Fortaleza
19/04 – Fortaleza 1 x 3 Atlético-MG

Foi incrível, mas o Galo conseguiu reverter, já em 2006, um resultado muito desfavorável. Em ano que disputava a série B do Campeonato Brasileiro, o Galo perdeu para o Fortaleza por 2 x 0 no Mineirão, e parecia já eliminado. Contudo, no Castelão, no jogo da volta, o Galo fez 3 x 1. Danilinho abriu o placar com 23 do primeiro tempo. Marinho, de pênalti, ainda no primeiro tempo, fez 2 x 0, tirando a vantagem cearense. Na segunda etapa, Finazzi marcou o gol que daria a vaga ao Fortaleza, mas Zé Antônio, cobrando falta, fez o gol da vaga do Galo.

2 – Semi (2014)

29/10 – Flamengo 2 x 0 Atlético-MG
05/11 – Atlético-MG 4 x 1 Flamengo

O Atlético-MG já havia passado pelo Corinthians nas quartas em mesma situação, complicada. Mas na semi, o Galo chegou à vaga de forma mais sofrida ainda. Após perder por 2 x 0 no jogo da ida, Éverton fez 1 x 0 para o Flamengo com 34 do primeiro tempo no jogo da volta. Ainda no primeiro tempo, aos 41, Carlos empatou. Restavam três gols. E eles vieram na segunda etapa. Maicosuel aos 11, Dátolo aos 35 e Luan aos 39 do segundo tempo deram a vaga ao time atleticano.

1 – Terceira fase (2014)

06/08 – América-RN 0 x 2 Fluminense
13/08 – Fluminense 2 x 5 América-RN

Essa foi a virada mais incrível da Copa do Brasil até hoje. Ninguém dava nada ao América-RN, que em Natal já havia perdido para o Fluminense por 2 x 0. No Maracanã, todos davam como certa a vaga do Flu, mas quem passou foi o time potiguar, com uma goleada incrível por 5 x 2. Marcelinho abriu o placar para o América, mas ainda no primeiro tempo, Fred e Cícero viraram para o Flu. Mas, na segunda etapa, o América tirou forças de onde não tinha para conseguir um resultado incrível. Max, Alfred, duas vezes, e Rodrigo Pimpão marcaram os gols que deram a vaga.



Portal IG