Donald Trump é processado por fraude pela Procuradoria-Geral de Nova York


Letitia James, procuradora-geral do estado, acusou o ex-presidente dos Estados Unidos – bem como seu filho e sua esposa; benefícios obtidos através das irregularidades beiram os US$ 250 milhões

EFE/EPA/CHRIS KLEPONIS / POOLO ex-presidente dos EUA Donald Trump durante discurso com a bandeira do país atra
Ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump foi acusado de fraude pela Procuradoria de Nova York

A Procuradoria do Estado de Nova York, Letitia James, apresentou uma denúncia e abriu um processo contra o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, nesta quarta-feira, 21. Na ação, impetrada após uma investigação na área civil, o político foi acusado de “vários atos de fraude e declarações falsas” referente a praticas comerciais. Sua esposa, Ivanka Trump, além do filho Donald Trump Júnior também integram o processo, que foi aberto num tribunal estadual em Manhattan. As acusações pairam supostas irregularidades cometidas pela Organização Trump na preparação das declarações anais da vida financeira do ex-presidente entre 2011 e 2021. “Com a ajuda de seus filhos e altos executivos da Organização Trump, Donald Trump inflou falsamente seu patrimônio líquido em bilhões de dólares para enriquecer injustamente e enganar o sistema”, informou a procuradora em um documento divulgado à imprensa. Na explicação, Letitia expõe uma distorção nos valores das propriedade imobiliárias de Trump, o que facilitaria a obtenção de empréstimos e benefícios fiscais. É estimado que a Organização Trump tenha obtido benefícios através da fraude na casa dos US$ 250 milhões – mais de R$ 1 bilhão. Alina Habba, advogada do ex-presidente dos Estados Unidos, afirmou que faltam “méritos” nas acusações e ressaltou que o “gabinete da procuradora-geral excedeu sua autoridade estatutária ao investigar transações onde absolutamente nenhuma irregularidade ocorreu”. As investigações sobre as práticas comerciais de Trump já ultrapassaram os três anos e, além da acusação civil, há outra investigação, dessa vez criminal, por fraude fiscal contra a Organização Trump sob os cuidados do promotor público de Manhattan, Alvin Bragg.

*Contém informações da Reuters





Source link