Autoridades lamentam morte do Papa emérito Bento XVI


Ex-pontífice morreu neste sábado, 31, aos 95 anos depois de ter um agravamento no quadro de saúde

JOSÉ PATRÍCIO / ESTADÃO CONTEÚDOPapa Bento XVI
Brasil, São Paulo, SP, 10/05/2007. O Papa Bento XVI participa de encontro com os jovens realizado no Estádio do Pacaembu, na zona oeste de São Paulo, durante sua visita ao Brasil. – Crédito:JOSÉ PATRÍCIO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Código imagem:129283

Quase 10 anos depois de renunciar ao cargo máximo da Igreja Católica, o Papa emérito Bento XVI morreu neste sábado, 31, em um mosteiro no Vaticano. A informação foi divulgada pela Igreja no começo da manhã. A notícia rapidamente repercutiu no mundo. Diversas autoridades já se manifestaram e lamentaram a morte do ex-pontífice. A premiê italiana Giorgia Meloni disse que Bento foi “gigante da fé e da razão”. O presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou que o papa emérito trabalhou “por um mundo mais fraterno”.”O meu pensamento dirige-se aos católicos de França e do mundo inteiro, enlutados pela partida de Sua Santidade Bento XVI, que trabalhou com alma e inteligência por um mundo mais fraterno”, escreveu o francês. Já o primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, disse “estar triste” com a notícia e chamou Ratzinger de “grande teólogo”. No Brasil, por sua vez, o cardeal e arcebispo metropolitano de São Paulo, Dom Odilo Scherer, desejou que o papa emérito “descanse em paz no Senhor e receba a recompensa por seu serviço a Deus, à Igreja e à humanidade”. “Rezemos em sufrágio por ele”, completou. Neste sábado, às 12h, na Catedral da Sé, o cardeal presidirá uma missa em sufrágio de Bento XVI.

Confira abaixo as mensagens divulgadas pelos chefes de Estado e autoridades:

*Mais informações em instantes





Source link