“Thunderbolts” vai atrasar por causa da greve de Hollywood


Thunderbolts

Imagem: Divulgação/Marvel Studios

Mais um projeto entrou para a lista de produções paralisadas pela greve dos roteiristas de Hollywood. Trata-se de “Thunderbolts”, da Marvel. Segundo a Variety, o filme estava programado para começar a ser filmado em Atlanta, nos EUA, no próximo mês. Mas, agora, o estúdio interrompeu a produção e planeja retomar depois que a greve for resolvida. 

A Marvel é conhecida por frequentemente reescrever os filmes durante o processo de produção, ou seja: é difícil prosseguir as filmagens enquanto estiver rolando a greve dos roteiristas. O longa está previsto para estrear em 25 de julho de 2024 nos cinemas e, até o momento, não existem alterações no cronograma de estreia.

Thunderbolts”, que concluirá a Fase 5 do Universo Cinematográfico Marvel, já é a terceira produção da marca a sofrer atrasos por causa da greve de roteiristas. Anteriormente, o estúdio decidiu pausar a pré-produção de “Blade” e da série “Wonder Man”, que não possuem previsão para retornar. 

Importante destacar que enquanto isso, ”Deadpool 3” – no Reino Unido – e “Capitão América: Nova Ordem Mundial” – também em Atlanta, EUA – seguem com as produções em curso, pelo menos por enquanto.

A greve começou em 2 de maio e causou a paralisação e atrasos de várias produções na indústria do entretenimento.

Qual a história de “Thunderbolts”?

“Thunderbolts” está programado para reunir os mundos de “Homem-Formiga e a Vespa”, “Falcão e o Soldado Invernal”, “Viúva Negra” e “Capitão América: Nova Ordem Mundial”, num estilo de “O Esquadrão Suicida” do MCU. Nos quadrinhos, os personagens são apresentados como um grupo de anti-heróis, que assumem o papel de super-heróis quando os Vingadores e outros heróis ficam impossibilitados de atuar.

No entanto, nas histórias, eles acabam sendo revelados como um grupo de supervilões chamado Mestres do Terror, que é liderado por Barão Zemo (Daniel Brühl). O elenco conta com Yelena Belova/Viúva Negra (Florence Pugh), Bucky Barnes/Soldado Invernal (Sebastian Stan), John Walker/Agente Americano (Wyatt Russell), Alexei Alanovich Shostakov/Guardião Vermelho (David Harbour) e Antonia Dreykov/Treinadora (Olga Kurylenko). 

O grupo é liderado por Valentina Allegra de Fontaine, vivida por Julia Louis-Dreyfus (“Seinfeld”). Já Thaddeus “Thunderbolt” Ross, interpretado por William Hurt, morto em março de 2022, teve que ser reescalado. No filme, será vivido vivido por Harrison Ford (“Indiana Jones”). Steven Yeun (“The Walking Dead”) e Ayo Edebiri (“O Urso”) completam o elenco.

O diretor de “Cidades de Papel”, Jake Schreier, está à frente do o filme, com Lee Sung Jin (criador de “Treta” da Netflix), escrevendo o roteiro, a partir do rascunho do escritor de “Viúva Negra”, Eric Pearson. 

Fonte: Gizmodo